Falta de chuva atrasa início da safra de feijão no PR e área que já foi plantada está sob risco

Publicado em 12/09/2017 16:21 e atualizado em 12/09/2017 17:19
2063 exibições
Paraná deve plantar 196 mil hectares de feijão na safra das águas, área 1% maior que na temporada passada
Confira a entrevista com Carlos Alberto Salvador - Engenheiro Agrônomo do Deral

LOGO nalogo

Carlos Alberto Salvador, engenheiro agrônomo do Deral, aponta que o plantio da safra de feijão já começou no Paraná. O estado é um dos principais produtores, respondendo a 25% da produção nacional.

A janela de plantio dessa primeira safra vai de agosto a dezembro, sendo que os dois principais meses, que correspondem a 80%, são setembro e outubro. Até o momento, há 10% da área plantada - contra 15% para o mesmo período no ano passado.

O que preocupa os produtores, entretanto, é a falta de chuvas, que ainda não apareceram no mês de setembro. Esses 10% da área plantada, com temperaturas elevadas, podem sofrer danos caso as precipitações não venham. Mesmo que venham as chuvas, pode haver prejuízos na produtividade final.

A área estimada para a primeira safra de feijão no estado é de 196.000 hectares, 1% a mais do que no ano passado. A área já foi maior anteriormente, mas o plantio de soja vem sendo priorizado pelos produtores. Em termos de produção, a estimativa é de 377 mil toneladas, o que ele avalia como um bom número para a produção estadual, com uma produtividade média de 1924kg por hectare.

Nessa primeira safra são plantados feijão preto e feijão cores (todos os feijões não-pretos). Ano passado foram 58% de feijão preto e 42% de feijão cores.

79% da produção está concentrada na região Sul do Paraná, sendo que a região de Ponta Grossa é a maior produtora. As regiões de Curitiba, Guarapuava e Irati também apresentam certa importância para a safra.

 

Por: Aleksander Horta e Izadora Pimenta
Fonte: Notícias Agrícolas

Nenhum comentário