Frango: setor vê economia sustentando aquecimento dos preços e mercado externo virando a página da Carne Fraca

Publicado em 06/11/2017 12:33 e atualizado em 06/11/2017 15:16
1129 exibições
Em outubro, segundo o Cepea, o aumento acumulado nos preços foi de 7,24%, melhorando uma situação favorável iniciada no segundo semestre. Mas, ao menos em Santa Catarina, não se espera que 2017 seja de grandes ganhos. Produtores vão ganhando espaço dentro do mercado perdido e rentabilidade pelo menos não piora.

LOGO nalogo

O presidente da ACAV (Associação Catarinense de Avicultura), José Antônio Ribas Junior, destaca que o mercado de aves está se recuperando, após um ano com retração, as negociações retomaram no segundo semestre. As expectativas para o último trimestre é de maior consumo, porém os indicadores sinalização a sustentação de recuperação.

Santa Catarina é o segundo estado com maior produção de aves, o setor passou por mudanças de qualidade depois da Operação Carne Fraca, agora pretende conquistar a confiança do mercado externo.

As exportações representam cerca de 65%, sendo um mercado que depende das exportações de frangos. Atualmente, o frango no Brasil é líder de exportação, sendo que grande parte sai do estado de Santa Catarina, em que já chegou a exportar 85% do volume total.

A margem de rentabilidade que os produtores esperam não é alta, chegando a 3,5%, considerada muito pequena se comparada com outros setores. Em 2017, Não é um ano com expectativas de margens altas, pois a indústria vai trabalhar muito próxima do 0%.

Por: Giovanni Lorenzon e Andressa Simão
Fonte: Notícias Agrícolas

0 comentário