Aumento na exportação da carne de frango zera capacidade ociosa nas granjas. Novos investimentos aguardam reação consumo interno

Publicado em 16/07/2019 12:21 e atualizado em 16/07/2019 14:56
993 exibições
Apesar da redução no volume exportado de carne de frango nos últimos meses, preços em alta no mercado internacional justificam melhora na arrecadação
Juliana Ferraz - Pesquisadora Cepea

Podcast

Entrevista com Juliana Ferraz - Pesquisadora Cepea sobre o Mercado do Frango

Download

LOGO nalogo

O recente aumento das exportações de frango brasileiro atuou para zerar a capacidade ociosa das granjas e demais componentes desta cadeia. Segundo a pesquisadora do Cepea, Juliana Ferraz, as exportações brasileiras cresceram 1% no último mês a têm atingidos ganhado força em mercados como Arábia Saudita, Emirados Árabes e Japão.

A pesquisadora aponta ainda que, a média diária de embarques em julho está 11% menor do que o registrado no mês passado, 27,3 mil toneladas contra 30,6 mil toneladas. Apesar dessa diminuição, o rendimento das exportações subiu, uma vez que os preços internacionais da proteína de frango cresceram 4%.

Mercado Interno

Já no mercado interno, tanto a oferta quanto a demanda estão ajustadas, assim como os preços. Segundo Ferraz, o frango resfriado registrou alta de 0,6%, enquanto o frango congelado teve baixa de 1,4% e o frango vivo ficou estável, assim como a cadeia do pintinho.

Confira a entrevista completa com a pesquisadora do Cepea no vídeo.

Por: Aleksander Horta e Guilherme Dorigatti
Fonte: Notícias Agrícolas

0 comentário