HOME VÍDEOS NOTÍCIAS DADOS DA SAFRA METEOROLOGIA FOTOS

Mercado de frango encerra a sexta-feira (08) sem alterações expressivas

Publicado em 08/11/2019 17:13
29 exibições

LOGO nalogo

O mercado de frango fechou a sexta-feira (08) com cotações controversas no setor de frango vivo e preços estagnados para a proteína congelada e resfriada, após diasnanteriores de registro de aumento no preço. Entretanto, a semana, de formsa geral, foi de cotações favoráveis.

Dados do  IEA, DERAL/DEB - SEAB/PR, Epagri/Cepa desta sexta-feira (08) informam que no Paraná o preço do frango vivo caiu 0,95%, chegando ao valor de R$  3,13 o quilo. Já em Santa Catarina, houve aumento de 1,61%, alcançando R$ 2,53 o quilo. A cotação da Scot Consultoria para São Paulo no mercado de frango atacado subiu 0,43%, chegando a R$ 4,70 o quilo. O frango de granja permaneceu em R$ 3,30 o quilo na capital paulista.

Segundo análise divulgada pelo órgão, os embarques de carne de frango subiram em outubro com 334,1 mil toneladas da proteína (in natura e industrializados) embarcados durante o mês, o que representa aumento de 3,4% frente a setembro, mas queda de 8,8% na comparação com outubro de 2018. O Cepea divulgou a cotação do dia anterior (07), na qual o preço do quilo do frango congelado ficou em R$ 4,65 e do resfriado, R$ 4,73, ambas sem variação. 

Esse aumento no volume de setembro para outubro deve-se ao maior número de dias úteis no mês passado, tendo em vista que a média diária de embarques foi a segunda menor deste ano, atrás somente da observada em janeiro. Nesse sentido, parte dos agentes colaboradores do Cepea indica que as exportações se mantêm abaixo do esperado. 

Em termos financeiros, o câmbio alto favoreceu a receita em moeda nacional. No mercado interno, com o início do mês e o aumento da liquidez na ponta final da cadeia, os preços da carne de frango subiram na semana. De 31 de outubro a 7 de novembro, o frango inteiro se valorizou na maioria das regiões acompanhadas pelo Cepea. Na Grande São Paulo, o produto resfriado teve preço médio de R$ 4,59/kg no dia 7, elevação de 5,9% em sete dias. 

Tags:
Por: Letícia Guimarães
Fonte: Notícias Agrícolas

0 comentário