Prejuízo do suinocultor paranaense chega a R$ 280,00 por animal vendido, aponta presidente da APS

Publicado em 21/07/2021 15:37 719 exibições
Jacir José Dariva - Presidente da APS
Segundo liderança do Estado, exportações estão ajudando para que os animais não fiquem represados na granja, mas produtor precisa trabalhar com mais eficiência

Podcast

Entrevista com Jacir José Dariva - Presidente da APS sobre o Mercado de Suínos

Logotipo Notícias Agrícolas

A disparidade entre os custos de produção e o preço pago pelo suíno é uma realidade em várias praças produtoras, e no caso do Paraná, o prejuízo ao suinocultor independente chega a R$ 280,00 por animal vendido, segundo o presidente da Associação Paranaense de Suinocultores, Jacir José Dariva.

Ele pontua que a média de preço do animal vivo hoje está em torno de R$ 6,50 a R$ 6,80 no mercado independente, e que os custos de produção, somando desde a alimentação, mão-de-obra, depreciação, entre outros componentes, quase chega à casa dos R$ 9,00 por quilo do animal.

"Há uma diferença grande entre o preço pago ao produtor e o do produto na ponta final. O consumidor não parou de se alimentar, e a carne suína é a substituta principal da carne bovina. Sendo assim, a margem dos mercados fica mantida, enquanto o frigorífico alega que não consegue repassar os custos", disse.

Sobre a alimentação dos animais, Dariva explica que há pouca alternativa no momento, uma vez que o trigo, por exemplo, assim como o milho, segue com preços altos. "O que o suinocultor precisa fazer é uma 'limpa' nos animais menos produtivos e manter aqueles que produzem mais consumindo menos para tentar sair desse aperto", pontua.

Por:
Letícia Guimarães
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário