Arroz: Custos de produção sobem 20% nesta safra e rentabilidade preocupa produtores gaúchos

Publicado em 21/11/2018 10:46 e atualizado em 21/11/2018 15:12
818 exibições
Preço recuou e saca é cotada ao redor de R$ 42,00, valor que não cobre os custos de produção nesta temporada. Clima contribui e cerca de 90% da área já foi cultivada com o grão no RS. Agricultores reduziram área semeada nesta safra. Federarroz move ação contra cobranças ilegais de energia elétrica.
Henrique Osório Dornelles - Presidente da Federarroz

Podcast

Entrevista com Henrique Osório Dornelles - Presidente da Federarroz sobre o Acompanhamento de Safra da Arroz

Download

LOGO nalogo

Nesta temporada, os custos de produção das lavouras de arroz subiram mais de 20% no Rio Grande do Sul. Por outro lado, os preços da saca do grão recuaram nos últimos 60 dias, para R$ 42,00. Diante desse cenário, a rentabilidade desta temporada tem preocupado os produtores rurais.  

"Muitos arrozeiros não conseguiram escapar da recente valorização cambial, sem contar que o frete é determinante para a cultura, uma vez que o estado está distante das regiões consumidoras. Além disso, há o custo do diesel e também da energia elétrica", explica o presidente da Federarroz (Federação das Associações de Arrozeiros do Estado do Rio Grande do Sul), Henrique Dornelles.

O cenário é tão delicado que nem a perspectiva de uma redução na área cultivada no Mercosul nesta temporada e as exportações brasileiras fortalecidas têm mantido o otimismo para essa safra. "Os custos mais altos e um mercado depreciativo acaba tirando a renda e desmotivando os arrozeiros", afirma a liderança.

Além disso, a Federação ingressou com ação civil pública contra a RGE Sul com o objetivo de anular as mudanças realizadas pela concessionária na forma de cálculo das faturas dos consumidores rurais irrigantes. Segundo a entidade, ocorreu a alteração no modo de efetivação do cálculo do faturamento das unidades consumidoras desativadas mediante desligamento programado em razão da entressafra. Com isso, os valores da energia elétrica sofreram alta de forma imprevisível.

Safra

Até o momento, os produtores gaúchos já cultivaram 90% da área prevista com o arroz neste ciclo. Após preocupações pontuais, o clima voltou a favorecer os trabalhos nos campos e a perspectiva é de finalização dentro da melhor janela de cultivo para a cultura.

"Na verdade, essa é uma temporada decepcionante. O arroz sempre foi uma cultura que trazia segurança aos produtores, mas hoje, com o atual sistema de comercialização, o grão prejudica o agricultor e a economia dos municípios que dependem da cultura", destaca Dornelles.

 

Por: Fernanda Custódio
Fonte: Notícias Agrícolas

0 comentário