Colheita do arroz se encaminha para o fim e produção do RS tem queda de 1,2 milhões de toneladas

Publicado em 15/05/2019 14:43
1197 exibições
Área cultivada foi 7% menor nessa safra e condições climáticas também prejudicaram desenvolvimento das lavouras. Cenário conturbado para o arroz, com alto custo de produção e valor de venda menor do que o necessário, deve levar área semeada ainda menor no ano que vem.
Alexandre Velho - Presidente da Federarroz

Podcast

Fim da colheita do arroz no RS - Alexandre Velho - Presidente da Federarroz

Download

LOGO nalogo

A colheita do arroz já atingiu 96% do total de área cultiva e os produtores estão encontrando uma queda significativa na produtividade. Só no estado do Rio Grande do Sul a produção deve cair 1,2 milhões de toneladas ficando em 7,3 milhões contra as 8,5 registradas na safra passada.

Segundo Alexandre Velho, presidente da Federarroz, as condições climáticas adversas e a diminuição de 7% na área cultivada foram as responsáveis por essa diminuição, que teve pelo menos um lado positivo ao ajudar os preços de venda se elevarem.

Mesmo assim, a situação dos produtores de arroz segue preocupante uma vez que os custos de produção giram na casa dos R$ 6.500,00 por hectare e as vendas não acontecem com patamares satisfatórios. Sendo assim, a tendência é que a área destinada ao cultivo do arroz siga diminuindo para os próximos anos.

Como novo presidente da entidade, eleito na manhã dessa quarta-feira (15), Velho destaca a importância de buscar novos locais de venda para que o produtor brasileiro não fique totalmente dependente do mercado interno e meios para que fique mais competitivo diante dos importados do Mercosul.

Confira a entrevista completa com o presidente da Federarroz no vídeo.

Por: Guilherme Dorigatti
Fonte: Notícias Agrícolas

0 comentário