HOME VÍDEOS NOTÍCIAS DADOS DA SAFRA METEOROLOGIA FOTOS

Sem conseguir fazer manejo nutricional e comprar fertilizantes, cenário é muito preocupante para a próxima safra de laranja, afirma ABCM

Publicado em 13/10/2021 15:47 e atualizado em 13/10/2021 18:09 930 exibições
Antônio Carlos Simonetti - Presidente da ABCM
Em 2021 a queda na produção já será bastante expressiva. Indústria ainda aguarda para receber matéria-prima, na expectativa do retorno efetivo das chuvas para minimizar impactos de clima muito adverso

Podcast

Entrevista com Antônio Carlos Simonetti - Presidente da ABCM sobre a Falta de Insumos para Citricultura

Logotipo Notícias Agrícolas

O produtor de laranja ainda aguarda pelo retorno efetivo das chuvas. Com dois anos de seca prolongada e geadas, as chuvas começam a chegar na área de produção, mas ainda de forma muito irregular e ainda sem levar alívio hídrico para o produtor. Alguns registros de floradas já foram feitos no cinturão citrícola e a expectativa agora é para que as chuvas continuem chegando nos próximos dias. 

De acordo com Antônio Carlos Simonetti, presidente da Associação Brasileira de Citros de Mesa (ABCM), Indústria ainda aguarda para receber matéria-prima, na expectativa do retorno efetivo das chuvas para minimizar impactos de clima muito adverso. 

Além das consequências da condição climática muito adversa, Simonetti destaca que o produtor de laranja também começa a ser impactado pela crise de fertilizantes que atinge todo o setor produtivo. Além do elevado custo de produção, a "pane logística" também chega ao setor, que não encontra matéria-prima e aumenta ainda mais a preocupação para a safra do ano que vem. 

Dados divulgados pelo Serviço de Pesquisa Econômica do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos mostram que o cenário não é preocupante apenas para o Brasil. De acordo com informações divulgadas nesta quarta, um total de 1,2 bilhão de litros de suco de laranja foram produzidos internamente nos Estados Unidos na safra 2020-2021, resultado 27% abaixo da produção da temporada passada. Isso marca o menor volume de produção de suco de laranja em mais de 50 anos, excluindo 2017-18, quando o furacão Irma reduziu a safra da Flórida Valencia em até 30%. 

De acordo com a entidade, na safra atual 57% dos cítricos do país foram usados para processamento e a maioria das frutas processadas eram laranjas, segundo dados de setembro. A Flórida produziu 81% de todas as laranjas dos Estados Unidos para processamento, enquanto a Califórnia e o Texas produziram o restante.

A Flórida e o Texas tiveram safras menores de laranja para o mercado processado em 2020-2021 em comparação com 2019-2020. A produção da Flórida foi 22% abaixo da temporada passada, enquanto a produção do Texas caiu 26%. A produção de laranja da Califórnia para o mercado de processamento cresceu 8%, com um aumento em relação à última safra de 1,078 milhão de caixas de 40,8 kg de umbigo e laranjas entre o início e o meio da temporada para processamento.

Com informações da Citrus BR*

 


 

Por:
Virgínia Alves
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

Ao continuar com o cadastro, você concorda com nosso Termo de Privacidade e Consentimento e a Política de Privacidade.

0 comentário