Contrariando expectativa de queda, leite pago ao produtor sobe 1% em dezembro, segundo Scot

Publicado em 06/01/2021 09:42 e atualizado em 06/01/2021 10:33 1251 exibições
Rafael Ribeiro de Lima - Zootecnista - Scot Consultoria
A perspectiva para o mês seria de viés de estabilidade ou de queda, mas atraso nas chuvas em algumas bacias leiteiras fez valor aumentar

Podcast

Entrevista com Rafael Ribeiro de Lima - Zootecnista - Scot Consultoria sobre o Mercado do Leite

Download

LOGO nalogo

O preço do leite pago ao produtor em dezembro, referente ao produto captado em novembro, teve alta, de acordo com o zootecnista da Scot Consultoria, Rafael Ribeiro de Lima. A expectativa anterior era de viés de estabilidade ou queda, mas devido ao atraso na chegada das chubvas às principais bacias leiteiras, a oferta ficou ajustada.

Conforme Lima explica, a média de preço é feita com base em pesquisa em 18 Estados do país, o que resultou em um preço médio de R$ 2,05 por litro, avanço médio de 1% em relação ao pagamento feito em novembro, quando houve queda. O valor pago em dezembro de 2020 foi 50,4% superior ao praticado no mesmo mês do ano anterior.

"A média de aumento foi de 1%, mas houve uma variação de 0,5% a 5% de alta dependendo da região. Por exemplo, a parte sul do Brasil que sofreu com uma severa estiagem, o avanço de preço foi maior", conta.

Apesar deste aumento, o pagamento de janeiro sobre o leite captado em dezembro deve ter viés de queda, já que em meados de novembro as chuvas começaram a chegar com um pouco mais de regularidade às regiões produtoras, além da sazonal diminuição de demanda no início de ano.

"Um ponto de atenção são os custos de produção, principalmente milho e soja, que apesar de terem dado um alívio no final de 2020, voltaram a subir este ano. Outra preocupação é o volume de milho e soja que teremos disponível após a colheita das safras", disse.

 

Por:
Letícia Guimarães
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário