Impasse com tabelamento de fretes já começa a influenciar negócios com o milho safrinha

Publicado em 20/06/2018 12:54 e atualizado em 20/06/2018 14:46
2425 exibições
Alta no custo do frete vai respingar na rentabilidade dos produtores de milho
Frederico D´Avila - Produtor Rural

Podcast

Entrevista com Frederico D´Avila - Produtor Rural sobre o Tabelamento de fretes

Download

LOGO nalogo

Frederico D'Ávila, produtor rural, conversou com o Notícias Agrícolas nesta quarta-feira (20) para destacar a questão do tabelamento dos fretes rodoviários, em um momento no qual o ministro Luiz Fux se reúne com representantes do setor dos caminhoneiros, com o Governo e com aqueles que dependem dos fretes para entender se acata ou não o pedido de suspensão desse tabelamento.

D'Ávila acredita que Fux tem que encontrar uma solução rápida porque todas as comercializações estão travadas. "Por sorte não estamos no pico da safra. Se estivéssemos, seria um verdadeiro caos", salienta.

Como o produtor não tem um balizador do frete, a situação fica incerta. Para aqueles que estão colhendo milho safrinha, o que não está trazendo bons resultados, o cenário é ainda pior: muitos acabam vendendo a qualquer preço e não têm como escoar essa produção.

Os defensivos também encontram dificuldade para chegar às revendas e cooperativas e, posteriormente, aos produtores. Apenas aqueles que realizaram contratos prévios com uma empresa de transporte logístico estão conseguindo ter suas solicitações atendidas.

O produtor recomenda para aqueles que puderem segurar seu milho safrinha utilizar dessa estratégia, já que deve faltar produto para abastecer o mercado no segundo semestre.

Quanto à decisão governamental, ele diz não defender que os caminhoneiros trabalhem com margem negativa e que o Governo deveria reduzir os impostos que são colocados sobre o combustível ao invés de tabelar.

 

Por: Aleksander Horta e Izadora Pimenta
Fonte: Notícias Agrícolas

0 comentário