Com avanços relevantes na logística, Brasil começa a modernizar infraestrutura do país

Publicado em 29/12/2020 09:45 e atualizado em 29/12/2020 12:19 2472 exibições
Edeon Vaz Ferreira - Diretor Executivo do Movimento Pró-Logística
Nas rodovias, destaque para a revitalização da BR-163. Expansão da malha ferroviária brasileira e obras em hidrovias visam maior uso desses modais. Além disso, BR do Mar barateia custos de transporte na navegação de cabotagem

Podcast

Com avanços relevantes na logística, Brasil começa a modernizar infraestrutura do país

Download

 

LOGO nalogo

A logística brasileira é um velho gargalo que atormenta a vida dos produtores brasileiros, que dependem, quase que exclusivamente, do modal rodoviário para escoar suas produções. Para um país que bateu recordes de exportação, essa dependência beira o oposto da palavra logística, cuja raiz vem do grego “logos”, que também deu origem à palavra “lógica”.

Foco de reclamações, atrasos e longas filas de espera, a falta de lógica na logística do país finalmente parece tomar novo rumo. Ao longo de 2020, a revitalização da BR-163 deu fim a uma espera de 40 anos. Conhecida pelos seus atoleiros e trechos problemáticos, a nova pavimentação da rodovia representou economia de frete e agilidade no escoamento da produção do Centro-Oeste em direção aos portos do Arco Norte.

Além das rodovias, Edeon Vaz Ferreira, diretor-executivo do Movimento Pró Logística, ressaltou que investimentos em outros modais, como ferrovias e hidrovias, também foram realizados ao longo do ano. Destaque para os projetos ferroviários como a Ferrogrão, a FICO e a FIOL, que irão interligar diversos pontos estratégicos do país.

Edeon cita  também a BR do Mar, projeto de incentivo à navegação de cabotagem (transporte  de carga entre portos de um mesmo país) que foi aprovado no Congresso no final de 2020. “Para se ter uma ideia, transportar uma carga do sul para o norte do Brasil ficava mais caro que transportar essa mesma carga para a China”, disse. Com as mudanças propostas pelo projeto, esse cenário deverá mudar e a cabotagem será mais um fator que diminuirá os valores dos fretes no país.

Tags:
Por:
Ericson Cunha
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

Ao continuar com o cadastro, você concorda com nosso Termo de Privacidade e Consentimento e a Política de Privacidade.

0 comentário