Plantio da segunda safra de milho tem início em GO e expectativa é de ampliação de área

Publicado em 25/01/2017 15:33 e atualizado em 25/01/2017 16:08
703 exibições
Preços vigentes abaixo de 20 reais por saca já estão próximos do mínimo estipulado pelo governo e apenas uma excelente produtividade poderia impedir prejuízos
Confira a entrevista de Cristiano Palavro - Consultor Técnico da Aprosoja GO e Faeg

No estado de Goiás, o plantio safrinha de milho já começou, ainda que em ritmo lento. Com a colheita da soja em menos de 5%, há de 2% a 3% de área plantada com o milho safrinha. De acordo com Cristiano Palavro, consultor técnico da Aprosoja GO e da FAEG, isso se deve à colheita mais focada no sudoeste do estado, que é tradicional no plantio de safrinha.

Há uma expectativa otimista de crescimento, mas os preços do milho assustam os produtores. A área plantada deverá ser de cerca de 1,2 milhões de hectares, com uma expectativa de 95 a 100 sacas por hectare, dentro da normalidade.Os preços do milho no estado estão entre R$19 a R$20, o que se aproxima do preço mínimo, de R$19,21.

Logo, uma boa produtividade torna-se fundamental para garantir que, mesmo com preços mais baixos, os produtores tenham uma boa renda.

O prazo para cumprimento da janela de plantio é o mês de fevereiro. Tradicionalmente, 15% a 25% do plantio é feito em março, mas o risco aumenta, segundo Palavro.

O custo de produção, por sua vez, não teve um aumento significativo - foi de apenas 1,1% em relação a 2016, com crescimento de 14,6% no preço das sementes e queda em torno de 15% dos fertilizantes. Do que o estado produz, cerca de 30% são exportados anualmente.

A soja, por sua vez, se mostra positiva em relação ao último ano, com melhor produtividade. A média deverá ficar em 52 sacas por hectare, de uma safra estimada de 10,5 milhões de toneladas.

Por: Aleksander Horta e Izadora Pimenta
Fonte: Notícias Agrícolas

Nenhum comentário