Clima afeta produção de milho safrinha em SP e com avanço da colheita, percentual de perdas vai se confirmando

Publicado em 06/08/2018 12:07 e atualizado em 06/08/2018 13:49
2391 exibições
Norte e Noroeste do estado paulista são os mais prejudicados com perdas que podem ultrapassar 50% em relação a produção passada
Gustavo Chavaglia - Presidente Aprosoja SP

Podcast

Entrevista com Gustavo Chavaglia - Presidente Aprosoja SP sobre o Acompanhamento de Safra do Milho

Download

 

LOGO nalogo

De acordo com o último relatório da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), o estado de São Paulo aumentou a área de milho de segunda safra de 480 mil hectares em 2017 para 538 mil hectares em 2018. Contudo, a falta de chuvas trouxe danos expressivos para a produtividade, reduzindo a oferta total do cereal.

Gustavo Chavaglia, presidente da Aprosoja São Paulo, destaca que algumas regiões ficaram cerca de 100 dias sem chuva, de forma que as perdas de produtividade podem chegar até a 50% para quem apostou no milho.

O mercado consumidor paulista é bastante forte. Contudo, o complicador é que a demanda está crescente. Aqueles produtores que tiverem o produto vão poder ter aceitação no mercado com compra garantida, com preços que giram em torno de R$35, o que pode ser remunerador.

Com a colheita em andamento há 20 dias, ainda não são descartadas perdas maiores a serem sentidas no horizonte. Como lembra Chavaglia, quem apostou no sorgo, que é menos dependente das chuvas, teve mais sucesso.

Por: Aleksander Horta e Izadora Pimenta
Fonte: Notícias Agrícolas

Nenhum comentário