Início da colheita de milho em Toledo tem produtividade de 100 sacas, mas média geral é esperada em 130/140

Publicado em 13/05/2019 11:30 e atualizado em 13/05/2019 14:51
936 exibições
Após chuvas dos últimos dias, umidade ainda é alta e trabalhos estão devagar. Colheita deve se intensificar daqui há 15/20 dias e aumentar a produtividade média. Preços atuais na casa dos R$ 24,50 deixam produtores apreensivos para fecharem a conta.
Nelson Paludo - Presidente do Sindicato Rural de Toledo/PR

Podcast

Entrevista com Nelson Paludo - Presidente do Sindicato Rural de Toledo/PR sobre o Acompanhamento de Safra do Milho

Download

LOGO nalogo

Algumas áreas de Toledo no Paraná já iniciaram a colheita do milho safrinha com os produtores atingindo produtividades médias de 100 sacas por hectare. Segundo Nelson Paludo, presidente do Sindicato Rural de Toledo/PR, a alta umidade no município é que prejudica esse início da colheita.

Com a aceleração dos trabalhos daqui a 15 ou 20 dias, a expectativa é de chegar ao patamar de 130 ou 140 sacas por hectare, uma vez que o clima se comportou de maneira muito satisfatória durante todo o ciclo da safrinha de milho.

Atualmente, o preço de balcão para o milho em Toledo é R$ 24,50, um nível que deixam as contas muito apertadas. De acordo com Paludo, a expectativa era de preços entre 28 e 30 reais e com essa queda as negociações seguem travadas no município.

Já pensando na próxima safra de soja 2019/20, os produtores começam a fazer suas cotações de insumos e a preço do adubo assusta pelo grande aumento. O presidente do Sindicato Rural de Toledo aponta que é possível que o nível de adubagem para a próxima safra seja menor devido a esse fator.

Confira a íntegra da entrevista no vídeo.

Por: Guilherme Dorigatti
Fonte: Notícias Agrícolas

1 comentário

  • elcio sakai vianópolis - GO

    Posso estar enganado, mas fator limitante de safrinha se chama chuva e intensidade luminosa..., por mais que a genética tenha evoluído, dificilmente irá conseguir driblar esses dois fatores que ocorrem na época de safrinha. Outra coisa que tenho observado é que alguns plantios de safrinha são realizados no final de dezembro ou inicio de janeiro, pra mim estes plantios são mais considerado um plantio de verão atrasado do que um plantio de safrinha..., não é à toa que estes plantios não representam nem 3% do volume, que são plantados as respectivas safrinhas. É um equivoco enorme avaliar um milho que foi plantado no final de dezembro com outro milho que foi plantado na segunda quinzena de fevereiro, e considerar os dois como milho safrinha. O pior é usar como referencia as produções destes primeiros milhos como uma média a ser obtida.

    2
    • Paulo Roberto Rensi Bandeirantes - PR

      PARABÉNS !!! ... Essa visão é um "tapa na cara" desses especialistas. A Agricultura de precisão transformou a área de produção em "pontos". Ou seja, numa área qualquer, de 1 ou 1000 ha você pode verificar "pontos" de produtividade, fertilidade e, toda parafernálias de "dades" no vocabulário dos técnicos. Mas, quando vamos para outras "veredas", técnicos que defendem suas circunstâncias, têm uma narrativa que nos levam para outras "veredas" ... & ... De "veredas em veredas" vivemos presos em um labirinto de "veredas que se bifurcam" !!! ... ...

      2
    • DIOGO SABIAO Araçatuba - SP

      Bravo, bravo... ótimos comentários, essas notícias de dados inalcançáveissó servem para acharmos que não sabemos plantar milho....

      1