Produtores de Douradina/MS colhem o milho com produtividades variadas e se preocupam com clima para plantio da soja

Publicado em 05/08/2019 10:56 e atualizado em 05/08/2019 11:29
1177 exibições
Restando apenas 5% da safrinha para serem colhidos, produtividade está entre 80 e 100 sacas por hectare após veranico no desenvolvimento do milho. Produtores se preocupam com possível falta de chuvas entre agosto e setembro, o que poderiam atrasar o plantio da soja.
Cláudio Pradela - Presidente do Sindicato Rural de Douradina/MS

Podcast

Entrevista com Cláudio Pradela - Presidente do Sindicato Rural de Douradina/MS sobre o Acompanhamento de Safra do Milho

Download

LOGO nalogo

A colheita do milho safrinha avança para o final em Dourados no Mato Grosso do Sul e os resultados obtidos pelos produtores estão variando de 80 a 100 sacas por hectare, com mais 5% para ainda serem colhidos no município.

Segundo Cláudio Pradela, presidente do Sindicato Rural de Douradina/MS, a região registrou menos chuva do que o necessário durante o desenvolvimento do cereal, e isso levou a esse resultado menor na colheita do milho.

Os preços para a venda do milho também não agradam os produtores do município, que encontram oportunidades entre 23 e 25 reais, uma patamar insuficiente para pagar os custos de produção. De acordo com Pradela, o valor deveria ser de R$ 30,00 para garantir uma boa margem de lucro.

Outra preocupação da liderança é sobre a possibilidade de realizar o plantio da próxima safra de soja 2019/20 dentro das melhores janelas. As previsões climáticas apontam falta de chuvas entre agosto e setembro, o que levaria os produtores a atrasarem a semeadura e pode levar a queda na produtividade do grão e do milho na próxima safrinha 2020.

Confira a íntegra da entrevista com o presidente do Sindicato Rural de Douradina/MS no vídeo.

Por: Guilherme Dorigatti
Fonte: Notícias Agrícolas

0 comentário