Imea aponta que milho vai continuar em alta durante 2020; preços no MT já ultrapassam R$ 40

Publicado em 16/01/2020 16:39 e atualizado em 16/01/2020 18:06
6300 exibições
Mato Grosso vive escassez do cereal com safra 18/19 já 99,4% vendida. Perspectivas são animadoras também para safra 19/20 que já está 56,88% negociada e deve ter alta produtividade.
Daniel Latorraca Ferreira - Superintendente do Imea - Cuiabá/MT

Podcast

Entrevista com Daniel Latorraca Ferreira - Superintendente do Imea - Cuiabá/MT sobre o Mercado do Milho no Mato Grosso

Download

LOGO nalogo

As cotações do milho em Mato Grosso atingiram o patamar dos R$ 40,00 nas praças de Campo Verde e Primavera do Leste, segundo levantamento divulgado pelo IMEA. Um patamar histórico, que se justifica pela escassez do produto no principal produtor do cereal de segunda safra no país. 

 Para entender melhor essa situação, o Notícias Agrícolas foi ouvir o superintendente do Imea, Daniel Latorraca Ferreira, que destacou a tendência de que a demanda pelo cereal siga em alta, assim como as cotações para venda do milho. Ao que tudo indica, o produtor deve ter mais um ano positivo neste 2020.

Dados divulgados no último boletim do Imea dão conta de que 99,4% do milho colhido em 2019 já foi negociado no Mato Grosso, o que gera uma escassez do produto no mercado estadual. Já para a próxima safra, que deve começar a ser plantada nas próximas semanas, os produtores mato-grossenses já venderam 56,88% da produção.

Este momento de baixa disponibilidade, aliado à alta demanda por exportações e produção de etanol de milho no estado, prometem manter as cotações em alta mesmo quando o volume da safrinha começar a entrar no mercado em julho.

A expectativa do Imea é que sejam cultivados 4,97 milhões de hectares com milho segunda safra e o ciclo se encerre com uma produtividade de 106 sacas por hectare, totalizando uma produção de 31,6 milhões de toneladas.

Confira a entrevista completa com o superintendente do Imea no vídeo.

Por: Guilherme Dorigatti
Fonte: Notícias Agrícolas

0 comentário