Produtividade do milho deve ser menor em Minas Gerais e produtores apostam em novas valorizações do cereal

Publicado em 07/07/2020 11:30 919 exibições
Wesley Barbosa de Freitas - Presidente da Aprosoja MG
Aprosoja MG destaca que plantio fora da melhor janela e irregularidade das chuvas irão impactar nos resultados de colheita e recomenda que produtores armazenem os grãos esperando aumento nos preços nos próximos 60 dias

Podcast

Produtividade do milho deve ser menor em Minas Gerais e produtores apostam em novas valorizações do cereal

Download

LOGO nalogo

A colheita da segunda safra de milho já começou em Minas Gerais e deve se estender até meados de agosto. A expectativa é de queda na produtividade após um plantio mais tardio, fora da melhor janela, e chuvas irregulares no estado.

Segundo o presidente da Aprosoja MG, Wesley Barbosa de Freitas, a região norte do estado teve melhores precipitações e deve produzir mais do que a região sul e o triângulo mineiro, que na safra passada teve média entre 120 e 130 sacas por hectare.

A liderança aponta que, outro fator que comprova essa queda na produtividade, é a valorização do preço da saca de milho mesmo com a colheita em andamento. Os preços na região de Capinópolis estão entre 45 e 46 reais.

Neste cenário, a recomendação do presidente é que o produtor que ainda tenha volumes disponíveis para a venda armazene após a colheita e aguarde novas valorizações, que devem acontecer nos próximos 60 dias.

Já para a próxima safra verão de soja 2020/21, de Freitas aponta que a maior parte dos insumos necessários já está nas propriedades e outra parcela está a caminho. O conselho ao produtor é que deixe tudo preparado para iniciar a semeadura e não perder o prazo da janela ideal.

Confira a íntegra da entrevista com o presidente da Aprosoja MG no vídeo.

Por:
Guilherme Dorigatti
Fonte:
Notícias Agrícolas

0 comentário