Restando apenas 5% das lavouras de milho para colher, Sapezal/MT deve superar produtividade da safra passada

Publicado em 30/07/2020 11:31 946 exibições
José Guarino Fernandes - Delegado e Conselheiro Fiscal da Aprosoja/MT
Rendimentos atuais estão entre 118 e 120 sacas por hectare, e deve fechar os trabalhos na casa das 115 sacas. Maior parte da produção foi negociada com preços em R$ 23,00 a saca, que garante rentabilidade, mas é até R$ 12,00 menor do que o atual patamar

Podcast

Restando apenas 5% das lavouras de milho para colher, Sapezal/MT deve superar produtividade da safra passada

Download

LOGO nalogo

Restam apenas 5% das lavouras para que a colheita da segunda safra de milho se encerre em Sapezal no Mato Grosso. Os resultados obtidos até o momento, corroboram a expectativa inicial que era de superar a média de produtividade da safra passada, que foi de 105 sacas por hectare.

Segundo o delegado e conselheiro fiscal da Aprosoja MT, José Guarino Fernandes, as produtividades de momento ficam entre 118 e 120 sacas por hectare, mas a média final deve ficar na casa das 115 sacas, já que algumas micro regiões do município sofreram com a falta de chuvas.

Olhando para a comercialização, a maior parte desta produção foi vendida antecipadamente e a entrega dos contratos acontece agora com patamar de preços de R$ 23,00. De acordo com Fernandes, esse nível de preço garante rentabilidade, aliado com o aumento na produtividade, mas fica até R$ 12,00 mais baixo do que os preços de momento.

Com os trabalhos de colheita chegando ao final, os produtores intensificam a preparação para a próxima safra de soja verão 2020/21. Fernandes comenta que a região costuma iniciar a semeadura logo após o término do vazio sanitário em 15 de setembro, mas que as previsões climáticas apontam que o plantio deverá atrasar um pouco.

Confira a entrevista completa com o delegado e conselheiro fiscal da Aprosoja MT em Sapezal/MT no vídeo.

Por:
Guilherme Dorigatti
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário