Publicidade
HOME VÍDEOS NOTÍCIAS DADOS DA SAFRA METEOROLOGIA FOTOS

Goiás já colheu mais da metade do milho e espera perda de 40% na produção

Publicado em 03/08/2021 10:30 e atualizado em 03/08/2021 11:20 930 exibições
Leonardo Machado - Coordenador Institucional do Ifag
Ifag estimava safra em 10 milhões de toneladas, mas já reduziu projeção para 6 milhões e não descarta novos cortes até o fim dos trabalhos. Produtores devem apenas conseguir cumprir os contratos já firmados e empatar com custo de produção

Podcast

Goiás já colheu mais da metade do milho e espera perda de 40% na produção

Logotipo Notícias Agrícolas

A colheita da segunda safra de milho segue avançando em Goiás e já ultrapassa a metade do total, devendo ser encerrada ainda neste mês de agosto. Mesmo assim, os trabalhos estão atrasados com relação do ano passado e refletindo as dificuldades climáticas em menos produção.

Segundo o coordenador institucional do Ifag (Instituto para o Fortalecimento da Agropecuária de Goiás), Leonardo Marchado, o estado esperava superar a marca de 10 milhões de toneladas neste ano, mas deve ficar restrito as 6 milhões após perdas de 40% na produção.

Publicidade

Entre os motivos para esta quebra estão o atraso no plantio da safra, a falta de chuvas ao longo do ciclo e até mesmo a ocorrência de geadas, que não são comuns para as regiões produtoras goianas.

Como 50% da produção já estava negociada antecipadamente, Machado acredita que não deve haver dificuldades para cumprir esses contratos já fechados, mas pontua que vai sobrar muito pouco para armazenamento e negociações futuras. “Uma pena, porque prometia rentabilidade alta”, lamenta.

Confira a entrevista completa com o coordenador institucional do Ifag no vídeo.

Por:
Guilherme Dorigatti
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

Ao continuar com o cadastro, você concorda com nosso Termo de Privacidade e Consentimento e a Política de Privacidade.

1 comentário

  • Rodrigo Polo Pires Balneário Camboriú - SC

    O Dorigathi se esforça por ouvir os produtores, e infelizmente os produtores não ajudam a divulgar aquilo que eles próprios dizem. Parabéns Dorighati, pela produção de conteúdo onde o produtor é quem fala, compartilho sempre teus informativos e entrevistas com meus amigos do twitter e facebook. Abraço.

    7
    • Hilario Bussolaro Cascavel - PR

      Acho que eles não são procurandos para ser ouvidos. Só quem nos procura e pesquisa de quais produtos usamos quais máquinas, mas ontem tive a visita na fazenda no ms onde uma representante de um grande confinados de gado estava atrás de milho para comprar sendo que na área não tenho um pé se quer de milho plantado só milheto por quatro anos plantei milho safrinha e perdi pra seca aí desisti de plantar ontem foram lá e agora querem comprar o milheto a preço de milho, a mesma relatou que não achou milho pra compra em São Paulo, mt e ms, isso mostra o senário do serial no Brasil, o povo vai ter que fazer regime na marra, mas será que vão lembrar que os petralhas fecharam fazenda produtoras do Brasil por simples interesse próprio a conta tá chegando

      10