HOME VÍDEOS NOTÍCIAS METEOROLOGIA FOTOS

Goiás começa colheita do milho esperando quebra de 2 milhões de toneladas

Publicado em 22/06/2022 10:32
Joel Ragagnin - Presidente da Aprosoja GO
Aprosoja goiana estima produção da safrinha em 8 milhões de toneladas após estado passar por período sem chuvas. Diante dessa redução na colheita e dos altos custos de produção, margens do milho vão ser bem apertadas

Podcast

Goiás começa colheita do milho esperando quebra de 2 milhões de toneladas

Logotipo Notícias Agrícolas 

Os produtores de Goiás já colheram 10% das lavouras de milho desta segunda safra e devem avançar mais com as atividades a partir do mês de julho. Após um ciclo que começou com plantio dentro da janela adequada, mas enfrentou falta de chuvas após o fim de março, a expectativa já é de redução da produção no estado. 

Segundo o presidente da Aprosoja GO, Joel Ragagnin, a projeção inicial era de uma colheita de mais de 10 milhões de toneladas, mas este número já sofreu corte de 20% ficando em 8 milhões neste momento. Ainda assim, esta será uma safra maior do que a registrada em 2021. 

Diante desta incerteza de produção, os produtores goianos estão atrasados com as vendas do milho enquanto aguardam o avanço da colheita. Esse índice de perdas inclusive, está atuando para apertar ainda mais as margens dos produtores, que devem ter rentabilidade baixa com negociações nos atuais patamares de preços. 

A mesma situação se repete para a safra de soja 2022/23, que tem compras de insumos já avançadas, mas produtores buscando alternativas para reduzir custos e prevendo margens apertadas também para a oleagionsa da próxima temporada. 

Confira a íntegra da entrevista com o presidente da Aprosoja GO no vídeo.

Por:
Guilherme Dorigatti
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

Ao continuar com o cadastro, você concorda com nosso Termo de Privacidade e Consentimento e a Política de Privacidade.

0 comentário