HOME VÍDEOS NOTÍCIAS METEOROLOGIA FOTOS

Mapa destaca cigarrinha do milho como prioridade para registro de novos defensivos

Publicado em 27/06/2022 11:15 e atualizado em 27/06/2022 14:11
Graciane de Castro - Coordenadora-geral de Proteção de Plantas do MAPA
Esta é uma das medidas que o Ministério esta tomando diante do aumento de casos de cigarrinhas e enfezamentos nas lavouras brasileiras. Série de amostras coletadas durante a última safra de verão e atual segunda safra estão sendo analisadas para determinar novos passos

Logotipo Notícias Agrícolas

O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento está acompanhando o aumento dos relatos de pressão de cigarrinhas e aparecimento de doenças com o enfezamento nas lavouras de milho brasileiras, tanto na primeira safra de verão 2021/22, quanto na atual segunda safra. 

Segundo a coordenadora geral de proteção de plantas do Mapa, Graciane de Castro, os técnicos do Ministério coletaram uma série de amostras tanto do inseto vetor (a cigarrinha), quanto de plantas que apresentaram os sintomas, e agora realizam análises em laboratórios para determinar se realmente há aumento nos casos. 

A coordenadora explica que existem outras patologias com sintomas parecidos, então esta etapa de análise é muito importante. De qualquer forma, o Mapa já identificou um aumento de relatos para a presença do problema, até mesmo em regiões ondem não costumava haver essa situação. 

Castro aponta as condições climáticas e o aumento no cultivo do milho no país como fatores que podem ter ajudado no aumento da população e na disseminação das cigarrinhas pelas regiões brasileiras e destaca o que é possível fazer nessa situação. 

Do lado do produtor, a recomendação é reforçar as ações de manejo previstas em cartilhas, como a do próprio Mapa, com atenção ao controle do milho tiguera, escolha de híbridos mais tolerantes e controle dos insetos vetores. 

Já do lado do Ministério, a coordenadora conta que a cigarrinha foi elencada como prioridade para o registro de novos produtos e a pesquisa segue avançando para atualizar os parâmetros de híbridos disponíveis com maior resistência. 

Confira a íntegra da entrevista com a coordenadora geral de proteção de plantas do Mapa no vídeo. 

Por:
Guilherme Dorigatti
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

Ao continuar com o cadastro, você concorda com nosso Termo de Privacidade e Consentimento e a Política de Privacidade.

0 comentário