Palestra com Aldo Rebelo, Deputado Federal fala sobre o Novo Código Florestal

Publicado em 10/10/2011 20:45 e atualizado em 11/10/2011 17:18 497 exibições
PAINEL: ASPECTOS POLÍTICOS DA REFORMA DO CÓDIGO FLORESTAL Sob protestos de militantes, Aldo Rebelo lembra que o Brasil é o único país a prever reserva legal. Balança comercial brasileira só tem superávit devido à agroindústria. Mesmo assim, setor não é valorizado, tendo quase 100% dos produtores precisando exercer sua atividade na ilegalidade.
A participação do Deputado Federal Aldo Rebelo (PCdoB-SP) foi interrompida diversas vezes pela manifestação de ativistas que, de acordo com o próprio deputado, representavam a ONG S.O.S. Mata Atlântica. Durante a confusão, o deputado revidou: “se acham que podem me impedir de falar, tudo bem, a ditadura me impediu por muito tempo”.

O deputado falava que, na questão ambiental, mesmo com todos os problemas que tem, o país é um exemplo para o mundo, pois é o único que prevê a reserva legal dentro da propriedade.
A balança comercial brasileira, inclusive, só apresenta superávit devido ao desempenho da agroindústria. Entretanto, o setor não é valorizado, tendo quase 100% dos produtores precisando exercer a sua atividade na ilegalidade. “Nenhum outro país do mundo tem isso”, diz.

Nos países das ONGs internacionais não há “reserva legal, mata ciliar ou coisa parecida”, diz. Aqui, razões comerciais motivam que haja 500 dessas ONGs instaladas no município de Sorriso, sendo financiadas pelo governo holandês. A embaixada da Inglaterra também financia o SOS mata atlântica, em vez de apoiar necessidades muito mais urgentes para o país. “Há razões muito profundas”.

Por:
Fernanda Cruz
Fonte:
Notícias Agrícolas

0 comentário