Reforma da previdência abaixo de 500 bi não resolve, diz Mendonça de Barros

Publicado em 11/04/2019 11:13 e atualizado em 11/04/2019 12:38
1299 exibições
Economista não acredita em economia de 1,2 tri, mas é otimista com reforma meio termo para crescimento de 3% do PIB
José Roberto Mendonça de Barros - MB Associados

Podcast

Reforma da previdência abaixo de 500 bi não resolve, diz Mendonça de Barros

Download

 

LOGO nalogo

O economista José Roberto Mendonça de Barros, da MB Associados, conversou com o Notícias Agrícolas no 8º Fórum da Abisolo, onde ele proferiu uma palestra a respeito de alguns temas tangentes à economia e ao agronegócio.

Em sua palestra, Mendonça de Barros destacou que alguns desafios devem ser cumpridos. Para ele, o país está saindo lentamente de uma crise econômica grave. A lentidão teria a ver com as reformas em ritmo lento. Ele destaca que deve-se haver uma reforma na parte fiscal, começando pela reforma da previdência.

Além disso, o economista ainda destaca o desemprego alto, que afeta a fraqueza no consumo, bem como o grande número de empresas em situação financeira apertada. Assim, a projeção de crescimento é de apenas 1,5%.

Ele possui uma expectativa de que a Reforma da Previdência será aprovada, mas não do tamanho que o Governo deseja - apenas a metade. Isso, para ele, poderia ser suficiente se houver investimento de infraestrutura.

Para Mendonça de Barros, a aprovação pode apontar para um crescimento de 3%. Se aprovada, a reforma do Governo geraria uma economia de 1 trilhão e 200 bilhões em 10 anos. O que é possível deve gerar de 700 a 800 bilhões. Ruim, para ele, seria abaixo de 500 bilhões. Um meio termo é possível, segundo o economista.

Nenhum comentário