CPR é alternativa mais barata para o financiamento da safra, diz Boueri

Publicado em 08/08/2019 12:08 e atualizado em 08/08/2019 14:35
2779 exibições
Para subsecretário de política agrícola do Ministério da Economia, financiamento via CRAs trará vantagens tanto para o urbano quanto para o rural
Rogério Boueri - Subsecretário ade Política Agrícola - Ministério da Economia

LOGO nalogo

O jornalista João Batista Olivi entrevistou, com exclusividade para o Notícias Agrícolas, o subsecretário de política agrícola da Ministério da Economia, Rogério Boueri. Ele explicou que a tendência é que aos poucos os recursos governamentais sejam substituídos por financiamentos privados, como por exemplo CPR's (Cédula de Produto Rural), que agora podem ser dolarizadas e colocadas no mercado na forma de CRA's (Certificado de Recebíveis do Agronegócio). Com a mudança, os produtores rurais encontrarão mais alternativas para financiarem suas safras.

Veja: Investidores estrangeiros e urbanos poderão financiar produção agrícola no Brasil

O Plano Safra atual trouxe mais subvenção para os pequenos produtores, o que significa que, a longo prazo,médios e grandes produtores terão que se adaptar ao novo meio de financiamento. Na prática, o financiamento via CRAs trará vantagens, pois elimina elos na cadeia de financiamento, já que os produtores rurais podem procurar diretamente as securitizadoras. Além disso, as CRAs trarão vantagens também para os compradores, já que o Certificado possui isenção de Imposto de Renda para pessoas físicas.

Assista: Crédito do Plano Safra: "leve a sério a CPR pois ela vai financiar a sua safra", diz Antônio da Luz

A prática pode ter como consequência um maior interesse das pessoas urbanas pela atividade rural, além de incentivar os produtores rurais com relação às práticas ambientais. "Os consumidores se preocupam cada vez mais com as questões ambientais, então eles procurarão ter mais discernimento sobre o setor em que estarão investindo", disse. 

Por: João Batista Olivi e Ericson Cunha
Fonte: Notícias Agrícolas

1 comentário

  • Gilberto Rossetto Brianorte - MT

    Não quero ser pessimista mas se depender dessa "Onda Verde" financiar a agricultura, acho que vamos ficar sem plantar e morreremos todos de fome. Esse pessoal "verde" do meio urbano acha muito interessante o "meio ambiente", desde que isto não lhes custe nada, que seja só encargo do produtor.

    3
    • Ademir Braz Martins Campo mourão - PR

      Se alguém acha que estes pessoal ligado ao meio ambiente vai ajudar o agro estão enganados é colocar o coelho para cuidar da horta

      0