Produtor do Piauí vai utilizar fungicida protetor pela terceira safra seguida após bons resultados tanto na soja quanto no milho

Publicado em 20/07/2015 13:50 e atualizado em 20/07/2015 18:15
1884 exibições
Produtor do Piauí vai utilizar fungicida protetor pela terceira safra seguida após bons resultados tanto na soja quanto no milho

Pela terceira safra consecutiva o produtor de grãos, Ademir Fernandes Kremer,  de Bom Jesus no Piauí vai utilizar fungicida protetor no controle de doenças em lavouras de soja. Em 2013, quando empregou o produto em apenas uma parte demonstrativa da lavoura, registrou incremento de 5 a 9 sacas por hectare na produtividade da soja. No ano passado, passou a aplicar o produto tanto na soja quanto no milho, resultando em um acréscimo de até 3 sacas por ha na soja e um incremento de 6% na produção do milho.

O produtor explica que o  melhor desempenho na safra de 2013 se justifica pela combinação do Unizeb Gold com um fungicida específico que já estava tendo problemas com resistência. De acordo com  o agricultor, quanto menor a eficiência de um tratamento, quando aplicado em conjunto com fungicidas protetores, melhores serão os resultados conquistados. A ação multissítio do Unizeb Gold potencializa a eficiência de um produto já com problemas de controle. Em produtos com moléculas mais modernas, o fungicida protetor ajuda a garantir maior longetividade de ação.

No ano passado, a área total cultivada com soja e milho foi de 1,9 mil hectares com utilização do Unizeb Gold em toda a lavoura. “Neste ano já estamos programados para utilizar o Unizeb Golda em 100% da área novamente", confirma o produtor declarando que um dos principais benefícios do produto é seu efeito verde, que potencializa o ciclo da planta.

Segundo Ademir, no Estado do Piauí suas lavouras foram pioneiras na utilização dos fungicidas protetores, e os resultados satisfatórios que o fizeram dar “continuidade com o trabalho, usando o produto em 100% da área".

Tags:
Por: Aleksander Horta e Larissa Albuquerque
Fonte: Notícias Agrícolas

0 comentário