Clima não é o ideal para safra dos EUA neste momento e números do USDA podem sofrer revisões nos próximos boletins

Publicado em 11/08/2017 13:01 e atualizado em 11/08/2017 16:33
6818 exibições
Parâmetros utilizados pelo USDA neste mês, apesar da pesquisa com produtores, se mostram muito mais próximos do observado no ano passado e distantes da realidade atual. Recuperação dos preços, no momento em que acontecer, deverá ser em um ritmo bem menos lento do que os das baixas após o reporte.
Confira a entrevista com Matheus Pereira - Analista de Mercado da AgResource Chicago, IL - EUA

LOGO nalogo

Matheus Pereira, analista de mercado da AgResource, em Chicago (EUA), destaca que os novos números divulgados pelo Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA), com um aumento de produção inesperado para a soja, vem de uma impressão do órgão de que há um bom desenvolvimento para os grãos.

Entretanto, o USDA estima os números de vagem por planta e de peso de vagem ainda muito alto em comparação com o que todo o mercado, inclusive a AgResource, observou a campo. Para Pereira, os números mostrados pelo departamento estão muito semelhantes ao do ano passado.

O analista observa que não há potencial para a safra alcançar os 55,4 sacas por hectare que o USDA divulgou ontem. Até então, a AgResource ainda estima 52,7 sacas por hectare para a soja. O cenário climático não é ideal - assim, ele acredita que os números ainda serão revisados.

Gráfico de produtividade do milho nos EUA - AgResource Brasil

Gráfico de Produtividade da Soja - AgResource

Os modelos americano, europeu e canadense trazem chuvas significantes em uma região concentrada ao sul dos Estados Unidos. Nos próximos dias, os três modelos são unânimes no fato de que o cinturão norte-americano não deve receber chuvas nos próximos dias.

Clima EUA - AGR

Clima EUA - AGR 2

A partir do dia 16, há uma rodada de chuvas chegando para o cinturão, mas este fator não é consenso entre os modelos. O modelo europeu, eleito como o mais confiável pela AgResource, não faz essa indicação. A partir do dia 21, não há chuvas generalizadas em nenhum dos modelos para nenhuma das áreas de produção nos Estados Unidos.

Após o relatório, o mercado deve desacelerar a especulação climática e deve ficar atento aos relatórios mensais do USDA. O próximo deve ser divulgado no dia 12 de setembro, quando se aguarda uma correção para os números "exorbitantes", como define Pereira.

O analista demonstrou imagens de campo da safra norte-americana que mostram as condições nas quais se encontram algumas lavouras norte-americanas, com várias perdas identificadas - em especial, no milho.

Confira ainda imagens das lavouras americanas e algumas amostras coletadas pela AgResource Brasil em Iowa e Illinois:

Safra EUA 2017/18 - Milho e Soja

Safra EUA 2017/18 - Soja

Safra EUA 2017/18 - Milho

Safra EUA 2017/18 - Milho

Safra EUA 2017/18 - Milho

Safra EUA 2017/18 - Milho

Safra EUA 2017/18 - MilhoSafra EUA 2017/18 - Milho

Por: Carla Mendes e Izadora Pimenta
Fonte: Notícias Agrícolas

Nenhum comentário