Com chuvas de bons volumes e bem distribuídas, SC tem bom avanço da safra de verão de soja e milho

Publicado em 05/10/2018 11:09 e atualizado em 05/10/2018 14:26
1036 exibições
Lavouras se desenvolvem bem - com área maior de milho depois de produtores migrarem da soja e do feijão - e motivam também a comercialização da temporada 2018/19. Estado tem 28% da soja nova e do milho verão já comercializados.
Claudio Hartmann - Presidente da Aprosoja SC

Podcast

Entrevista com Claudio Hartmann - Presidente da Aprosoja SC sobre o Acompanhamento de Safra da Soja

Download

LOGO nalogo

No estado de Santa Catarina, o plantio da safra de verão 2018/19 da soja e do milho está avançado em função dos bons volumes de chuvas generalizadas. Nesta temporada, a área destinada à cultura do milho aumentou após os produtores migrarem da soja e feijão.  

Segundo o presidente da Associação dos Produtores de Soja e Milho do Estado de Santa Catarina (Aprosoja/SC), Claudio Hartmann, as condições climáticas estão favorecendo o avanço do plantio da soja na região. “É um ano de El Nino que beneficia o cultivo da soja no sul do país em que acaba deixando o produtor muito animado”, comenta.

No estado, cerca de 90% do milho já foi cultivado e as lavouras já apresentam bom desenvolvimento. “A soja ainda não tem um índice significativo e está próximo de 10% em todo o estado”, diz a liderança.

Do lado do consumo, teve uma retração com um período negativo para o setor de carnes. “A demanda estava próxima de sete milhões de toneladas e abaixou um pouco para 6,5 milhões, mais ainda tem uma necessidade de importação muito grande do cereal”, explica.

Até o momento, a atual da safra de soja e milho foi comercializada em torno de 28% no estado o que permite o agricultor fazer um melhor planejamento na propriedade. Em relação à sanidade das lavouras, a liderança destaca que as áreas contam uma alta infiltração de percevejo, lagarta e cigarrinha. “O controle está se conduzindo de uma forma muito boa”, aponta.

Comercialização

A recente valorização cambial influenciou as referências de grãos no estado. “A bolsa de Chicago permaneceu estável, mas a questão do dólar teve uma interferência muito significativa e os preços do milho balcão estão ao redor de R$ 36,00 a R$ 37,00 a saca e na soja balcão está cotada a R$ 83,00 a saca”, ressalta.

Por: Carla Mendes e Andressa Simão
Fonte: Notícias Agrícolas

Nenhum comentário