Ritmo das exportações de soja no Brasil segue forte e pode se aproximar de 80 milhões de toneladas até o final do ano

Publicado em 08/10/2018 17:53
2133 exibições
Sem espaço para novas altas, mercado da soja em Chicago aguarda relatórios do USDA de acompanhamento de colheita nesta terça-feira (9) e de oferta e demanda na quinta-feita (11)
Vlamir Brandalizze - Analista de Mercado da Brandalizze Consulting

Podcast

Entrevista com Vlamir Brandalizze - Analista de Mercado da Brandalizze Consulting sobre o Fechamento de Mercado da Soja

Download

LOGO nalogo

Nesta segunda-feira (08), com feriado nos Estados Unidos, a Bolsa de Chicago (CBOT) esteve em funcionamento, mas as negociações não tiveram o peso de um dia normal.

Amanhã, serão divulgados novos números a respeito do andamento da colheita e do relatório de oferta e demanda do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA), estes que podem impactar o mercado.

Vlamir Brandalizze, analista de mercado da Brandalizze Consulting, ressalta que os olhos do mercado se voltaram apenas para o clima nesta sessão. A parte Sul do cinturão agrícola norte-americano deverá ter alguns dias de sol, o que pode ajudar a colheita a ter um ritmo melhor.

Se houver condições de colheita, a produtividade pode ser maior do que o esperado, já que as lavouras estão em boas condições. Por este motivo, o mercado segue cauteloso.

Ao mesmo tempo, a queda forte do dólar no Brasil reflete na falta de vendedores. Para a safra nova, também está pendente a questão dos fretes, que deve ser decidida apenas após o fechamento das eleições.

 

 

Por: Aleksander Horta e Izadora Pimenta
Fonte: Notícias Agrícolas

Nenhum comentário