Colheita no Oeste do MT começa bem. Mas poderia ser melhor...

Publicado em 14/01/2019 16:05 e atualizado em 15/01/2019 13:43
2749 exibições
Grupo Morena, em Campo Novo, espera colher 65 sacas por hectare.
Romeu José Ciochetta - Proprietário Fazenda Morena

Podcast

Entrevista com Romeu José Ciochetta - Proprietário Fazenda Morena

Download

LOGO nalogo

O Notícias Agrícolas está na região oeste do Mato Grosso, na Fazenda Morena, onde a colheita de soja deveria começar hoje (14), mas um temporal impediu que os trabalhos fossem realizados em tempo.

Para Romeu José Ciochetta, proprietário da fazenda, isso não é problema. "Agronegócio é indústria ao céu aberto. Faz parte, amanhã a gente retoma", salienta.

Enquanto várias regiões do país passam por uma situação de quebra de produtividade, a produtividade nessa fazenda deve ser tão boa quanto no ano passado - apenas as primeiras áreas devem produzir 10% a menos do que o esperado por conta da falta de luminosidade em novembro.

São 9 mil hectares com talhões que chegam acima de 70 sacas por hectare. A média deve ficar em torno de 65 sacas por hectare, o que, para Ciochetta, é uma forma de fazer frente aos altos custos de produção.

Por conta da introdução da cultura do algodão, passou-se a ter, na fazenda, uma aprofundação no perfil físico das lavouras. Com maquinários maiores e transbordos acompanhando a colheita, era inevitável que a compactação do solo acabasse influenciando nos trabalhos. Hoje em dia, entretanto, esse fator ganhou uma maior atenção.

 

 

Soja 16:9 Fazendo Morena fotos Fazendo Morena fotosFazendo Morena fotos Fazendo Morena fotos Fazendo Morena fotosFazendo Morena fotos

 

Tags:
Por: João Batista Olivi e Izadora Pimenta
Fonte: Notícias Agrícolas

1 comentário

  • FABIANO DALL ASTA Canarana - MT

    Mas parem de reclamar um pouco. Que xaropedo !

    3
    • DALZIR VITORIAUBERLÂNDIA - MG

      Poe xaropedo nisto...e o próprio site esta estimulando..

      9
    • FABIANO DALL ASTACANARANA - MT

      Mas o cara colhendo 65 de media e reclamando ainda ?

      2