Chuvas chegam e Oeste da Bahia mantém média histórica, 54/56 sacas. Talhão com perfil vai entregar 80 sacas

Publicado em 12/02/2019 19:04
3052 exibições
Solos estruturados, macios e porosos convivem com veranicos sem perder a produtividade, diz o consultor Kasuya
Luis Henrique Kasuya - Consultor Agronômico

Podcast

Entrevista com Luis Henrique Kasuya - Consultor Agronômico sobre a soja de Luis Eduardo Magalhães-BA

Download

 

O consultor Luis Henrique Kasuya, de LEM, Oeste da Bahia, presta assistencia técnica para 45 propriedades, com área de produção de 265 mil hectares. Sua ênfase é na experimentação agrícola. Antes de recomendar, faz testes em sua estação de pesquisa. Kasuya garante que o melhor seguro agrícola do produtor é investir em perfil de solo e em plantio direto.

Paraná colhe um terço da safra de soja; plantio de milho atinge metade da área

SÃO PAULO (Reuters) - O Paraná, um dos principais produtores de grãos do Brasil, havia colhido até segunda-feira 33 por cento da área plantada com soja na temporada 2018/19, avanço de oito pontos percentuais na comparação com a semana anterior, estimou nesta terça-feira o Departamento de Economia Rural (Deral), do governo do Estado.

Após o plantio mais rápido de sua história, os trabalhos de colheita também estão bem mais avançados na comparação com a temporada passada, quando em 19 de fevereiro produtores tinham colhido apenas 9 por cento da área.

Na safra atual, contudo, o tempo quente e seco que derrubou a safra em cerca de 3 milhões de toneladas, para 16,8 milhões de toneladas, segundo o Deral, também acelerou os trabalhos de colheita.

Pelo levantamento divulgado nesta terça-feira, 65 por cento das lavouras estão em "boas" condições, ante 86 por cento em fevereiro de 2018, quando o Paraná colheu uma safra recorde.

O Estado foi um dos mais prejudicados pela estiagem nesta temporada, colaborando para o Ministério da Agricultura reduzir nesta terça-feira ainda mais a produção brasileira, para 115,34 milhões de toneladas da oleaginosa.

Para os próximos dez dias, a maior parte do Estado deverá receber chuvas acima da média para o período, o que pode prejudicar os trabalhos de colheita, ao mesmo tempo em que favorece as lavouras recém-semeadas de milho segunda safra.

Até o momento, o Paraná plantou 47 por cento da "safrinha", e a maior parte dos campos (93 por cento) está em boas condições, segundo o Deral.

Tags:
Por: João Batista Olivi
Fonte: Notícias Agrícolas

Nenhum comentário