Volume disponível de soja é suficiente para atender demanda mundial até novembro e analista vê possibilidade de novas baixas

Publicado em 23/04/2019 17:38
4620 exibições
Chineses compram soja da mão pra boca já que encontram tranquilidade de oferta e evitam pressão de alta nos preços
Marcos Araújo - Analista da Agrinvest

Podcast

Entrevista com Marcos Araújo - Analista da Agrinvest sobre o Fechamento de Mercado da Soja

Download

 

LOGO nalogo

Nesta terça-feira (23), o mercado da soja teve queda de 15 pontos nos principais vencimentos na Bolsa de Chicago (CBOT). O mercado segue sem novidades, com o real tamanho da oferta em questão.

Marcos Araújo, analista da Agrinvest, ressalta que os compradores possuem segurança em relação à quantidade de soja no mundo. Entre todas as origens, há cerca de 190 milhões de toneladas disponíveis.

Considerando um consumo mensal de 29 milhões de toneladas, há um estoque disponível para abastecimento até novembro - lembrando que, no final do ano, há uma nova safra chegando ao mercado.

A China tem comprado apenas em embarques curtos e rápidos. Não são mais compras alongadas como anteriormente, o que faz com que também não haja alteração nos preços do Brasil.

O Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA) também tem uma carta na manga, que é a possibilidade de reaparecimento de números nos estoques trimestrais, como destaca Araújo.

Fatores como a melhora do clima nos Estados Unidos e a capacidade forte de recuperação do plantio dos norte-americanos fazem com que, por mais que haja redução de área de soja, o país possa ter uma produção em bom tamanho.

Por: Aleksander Horta e Izadora Pimenta
Fonte: Notícias Agrícolas

0 comentário