Noroeste do PR segue sem umidade para iniciar plantio da soja. Para garantir 2ª safra, semeadura precisa acontecer até 10/10

Publicado em 11/09/2019 13:41 e atualizado em 11/09/2019 15:24
523 exibições
Com alta de até 15% no custo de produção, produtores preferem adiar plantio e evitar riscos
Ildefonso Ausec - Produtor Rural

Podcast

Entrevista com Ildefonso Ausec - Produtor Rural sobre o Preparativos para o plantio da soja

Download

LOGO nalogo

Produtores do Noroeste do Paraná seguem sem umidade para iniciar o plantio da soja. O Notícias Agrícolas conversou nesta quarta-feira (11), com Ildefonso Ausec - Produtor Rural, para entender melhor qual a situação na região. 

O plantio está autorizado desde terça-feira (10), mas segundo Ildefonso, nenhum produtor da região de fato iniciou por conta da falta de chuvas no local. "Ano passado nessa época já tinha semente no chão, pessoal já estava plantando", afirma. Para garantir 2ª safra, semeadura precisa acontecer até 10/10. 

De acordo com o relato, nos últimos quatro meses a região teve apenas três chuvas pequenas. Além do tempo seco, agricultores sofrem ainda com as temperaturas elevadas e ventos fortes, o que não permite que seja feito ao menos os preparos que antecedem o plantio da soja. 

"Se colocar semente numa terra dessa aí e vir uma chuva abaixo de 40 milímetros, perde o tempo de germinação", explica o produtor. As previsões metereológicas, segundo Ildefonso Ausec, não mostram previsão de chuvas com volumes significativos para os próximos dias. Diante do cenário, produtores preferem adiar plantio e evitar riscos. 

Para que a o solo fique apropriado a receber o plantio, é necessário que aconteçam duas ou três chuvas de 30 a 40 milímetros cada. 

Segundo Ildefonso, os agricultores devem aguardar até o dia 5 de outubro para conseguir fazer o plantio do milho na sequência da soja. Caso passe dessa data, o milho poderá ficar comprometido. 

Confira a entrevista completa no vídeo acima

 

 

Por: Virgínia Alves
Fonte: Notícias Agrícolas

0 comentário