Melhor momento de preços para a soja em Chicago parece ter passado e tendência de queda começa a ser desenhada. Entenda por quê

Publicado em 21/09/2020 17:11 e atualizado em 21/09/2020 20:02 3412 exibições
Vlamir Brandalizze - Analista de Mercado da Brandalizze Consulting
Faltam 170 mil toneladas para Brasil bater recorde de exportação de soja em grão e meta deve ser alcançada ainda esta semana

Podcast

Entrevista com Vlamir Brandalizze - Analista de Mercado da Brandalizze Consulting sobre o Fechamento de Mercado da Soja

Download

LOGO nalogo

Na Bolsa de Chicago, as cotações terminaram o dia com perdas de 10,50 a 19,75 pontos entre os principais contratos. Assim, o janeiro fechou com US$ 10,28 e o maio, US$ 10,17 por bushel. O mercado se ajusta após um longo rally que acumulou altas de mais de 4% somente na última semana e mais de 10% em todo mês de setembro. 

No entanto, o suporte dos preços também é mantido com fundamentos fortes. Nesta segunda, mais vendas de 435 mil toneladas de soja foram informadas pelo USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos). Do total, foram 132 mil toneladas para a China, 132 mil para o Paquistão e 171 mil para destinos não revelados. O volume é todo da safra 2020/21. 

O fator clima para EUA e Brasil deverá exercer bastante influência sobre o andamentos dos preços nestes próximos dias com a colheita nos EUA e o plantio no Brasil. Ao mesmo tempo, olho vivo na demanda e no comportamento dos fundos de investimento. 

Segundo Vlamir Brandalizze, analista de mercado da Brandalizze Consulting, a China sinaliza uma diminuição nas compras de soja americana. O clima no Brasil, propício para uma boa produção, também traz tranquilidade aos chineses, já que os preços começam a pesar para o comprador.

Segundo o analista, os melhores momentos de preços da soja começam a passar, sendo que os preços devem entrar em calmaria. Para o mercado interno, os bons preços dependerão da necessidade regional de cada indústria.

De qualquer forma, o Brasil está prestes a bater seu recorde de exportação. Faltam cerca de 170 mil toneladas para bater o montante exportado em 2018, que foi de 83,5 mi. de toneladas. Além disso, os produtos do complexo soja chegam a 97,6 mi de toneladas exportadas, sendo que o recorde histórico de vendas é de 102 mi. de t.

Por:
Aleksander Horta
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário