HOME VÍDEOS NOTÍCIAS DADOS DA SAFRA METEOROLOGIA FOTOS

Maracaju/MS tem 95% da soja avaliada como boa e espera subir a produtividade média em até 6 sc/ha

Publicado em 21/01/2021 11:15 1311 exibições
Fabio Olegario Caminha - Presidente do Sind. Rural de Maracaju/MS
Plantio teve inicio complicado pelo atraso das chuvas, mas condições se regularizaram e alimentaram a esperança dos produtores. Atenção agora é para doenças de final de ciclo e inicio do planejamento para colheita e plantio da safrinha

Podcast

Maracaju/MS tem 95% da soja avaliada como boa e espera subir a produtividade média em até 6 sc/há

Download

LOGO nalogo

As chuvas demoraram para chegar e o plantio da safra de soja 2020/21 só deslanchou em Maracaju no Mato Grosso do Sul a partir do dia 15 de outubro. Apesar do atraso, a semeadura conseguiu ser finalizada dentro de uma boa janela tanto para a soja quanto para o milho safrinha que virá na sequência.

Segundo o presidente do Sindicato Rural de Maracaju/MS, Fábio Olegário Caminha, as condições climáticas melhoraram muito a partir da segunda quinzena de dezembro e este primeiro mês do ano já registra acumulados de 300 mm, acima da média para a região.

Essa chuva abundante ajudou o desenvolvimento das lavouras que foram avaliadas com em boas condições em 95% do total do município pela Aprosoja MS. Diante disso, a expectativa do Sindicato é se aproximar das 70 sacas por hectare de produtividade média, superando assim as 64 sacas da safra passada que já haviam sido um ótimo patamar.

Com a colheita devendo se concentrar entre 10 de fevereiro e o final de março, agora os produtores precisam focar no monitoramento e defesa contra doenças de final de ciclo. A liderança alerta que as chuvas da região dificultam as atividades em campo e aumentam a pressão de doenças, deixando ainda mais fundamental essas ações de aplicações.

Para a segunda safra de milho, o plantio deve ficar ainda dentro de uma janela favorável e os produtores já iniciaram seus planejamentos recebendo insumos e regulando as plantadeiras para iniciar os trabalhos logo na sequência da colheita.

Confira a íntegra da entrevista com o presidente do Sindicato Rural de Maracaju/MS no vídeo.

Por:
Guilherme Dorigatti
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário