HOME VÍDEOS NOTÍCIAS DADOS DA SAFRA METEOROLOGIA FOTOS

Campos de Júlio/MT paralisa plantio da soja aguardando chuva e chegada de últimos insumos

Publicado em 22/09/2021 10:35 e atualizado em 22/09/2021 11:25 1375 exibições
Tiago Daniel Comiran - Produtor Rural de Campos de Júlio - MT
Atividades começaram na região, mas corte das precipitações interromperam a semeadura, exceto de quem vai cultivar algodão na safrinha. Além disso, alguns insumos estão com dificuldades para chegar às mãos dos produtores

Podcast

Campos de Júlio/MT paralisa plantio da soja aguardando chuva e chegada de últimos insumos

Logotipo Notícias Agrícolas

O plantio da safra de soja 2021/22 já começou em Campos de Júlio no Mato Grosso com os produtores aproveitando as chuvas que caíram entre 1 e 10 de setembro para largarem as atividades. Porém, houve um corte nas precipitações e os trabalhos foram paralisados.

Segundo o produtor rural Tiago Daniel Comiran, apenas aqueles agricultores que vão cultivar algodão na segunda safra é que seguem plantando, na esperança de ter novas chuvas a partir do dia 26 de setembro.

Caso essas próximas precipitações se confirmem, o plantio deve voltar e avançar rápido até 1 de outubro.

Além de esperar a chuva, os produtores da região enfrentam uma outra espera preocupante. Isso porque há muito atraso na entrega de insumos como defensivos e fertilizantes, e até mesmo de algumas máquinas compradas que ainda não chegaram nas propriedades.

Olhando para o mercado, Comiran destaca que as vendas antecipadas já atingiram entre 35 e 40% do total previsto, com os produtores mais receosos de fecharem muitos contratos neste momento. O produtor ressalta ainda que, a relação de troca para a safra 20/21 era de 40 sacas de soja à R$ 70,00 por hectare, já para o ciclo 21/22 o montante por hectare segue em 40 sacas, mas com o valor de R$ 150,00 cada.

Milho Safrinha

Com o término da colheita da segunda safra de milho, o município contabilizou diminuição de até 20 sacas por hectare na produtividade média final. Alguns produtores que enfrentaram mais dificuldades com o clima chegaram a perdes mais, entre 22 e 25 sacas por hectare.

Confira a entrevista completa com o produtor rural de Campos de Júlio/MT no vídeo.

Por:
Guilherme Dorigatti
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

Ao continuar com o cadastro, você concorda com nosso Termo de Privacidade e Consentimento e a Política de Privacidade.

0 comentário