HOME VÍDEOS NOTÍCIAS METEOROLOGIA FOTOS

Soja se desenvolve bem em Sidrolândia/MS, mas alta pressão de lesmas e caramujos preocupa os produtores

Publicado em 29/11/2021 10:27 e atualizado em 02/12/2021 09:39 759 exibições
Paulo Renato Stefanello - Presidente do Sindicato Rural de Sidrolândia/MS
Pragas são de difícil controle e podem trazer prejuízos às lavouras. Mesmo assim expectativa é de boa produtividade e janela positiva para a safrinha de milho

Podcast

Soja se desenvolve bem em Sidrolândia/MS, mas alta pressão de lesmas e caramujos preocupa os produtores

Logotipo Notícias Agrícolas

Os produtores de Sidrolândia no Mato Grosso do Sul tiveram uma janela muito adequada para o plantio da safra de soja 2021/22, que ficou todo dentro do mês de outubro e com chuvas em volume necessário.

Segundo o presidente do Sindicato Rural de Sidrolândia/MS, Paulo Renato Stefanello, houve até excesso de precipitações em alguns pontos, que demandaram pequenos replantios, mas também contribuem com a recomposição do lençol freático que serve de segurança para secas mais à frente.

A grande preocupação neste momento é o alto índice de presença de lesmas e caramujos nas lavouras. A liderança destaca que não há moléculas específicas para o controle dessas pragas na soja, o que torna o controle destes invasores muito difícil. 

Mesmo com estes percalços, a expectativa do município é atingir bons índices de produtividade, já que as previsões para o restante do ciclo não apontam eventos de seca grave pela frente.

A safrinha de milho 2022 também deverá ser beneficia pelo plantio eficiente da soja. O presidente aponta que a colheita da soja deve começar no final de janeiro, se estender por fevereiro e acabar no começo de março, garantindo o término da semeadura do milho até o dia 10 de março.

Já do lado do mercado, as negociações estão mais lentas do que anos anteriores. Stefanello contabiliza as vendas antecipadas da soja em apenas 20% após os produtores perderem a grande alta de preços da safra passada. Na visão dele, essa situação é preocupante, pois com uma grande produção pela frente os preços podem cair no futuro.

Confira a íntegra da entrevista com o presidente do Sindicato Rural de Sidrolândia/MS no vídeo.

Por:
Guilherme Dorigatti
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

Ao continuar com o cadastro, você concorda com nosso Termo de Privacidade e Consentimento e a Política de Privacidade.

1 comentário

  • Greice Silva Batista Sidrolândia

    Sidrolândia esta no MS (Mato Grosso do Sul) e não MT (Mato Grosso) como cita a matéria

    2