Queda de preços do açúcar no mercado internacional pode fazer com que safra brasileira registre recorde na produção de etanol

Publicado em 09/08/2019 14:56 e atualizado em 09/08/2019 16:00
894 exibições
Cotação do açúcar sobe no mercado internacional, mas é apenas um movimento de correção nos preços. Viés segue negativo
Matheus Costa - Analista de Mercado – INTL FCStone

Podcast

Entrevista com Matheus Costa - Analista de Mercado – INTL FCStone sobre o Mercado do Açúcar

Download

LOGO nalogo

Nessa sexta-feira (09), o açúcar na bolsa de Nova Iorque atingiu um novo patamar de preço, encerrando em US$ 11.9 cents/lb, o que representa um aumento de 4,11%. Para Matheus Costa, analista de mercado da FCStone, esse saldo positivo representa uma correção de mercado, já que as últimas sessões foram de queda nos preços. Para a safra 19/20, o déficit na produção de açúcar deve girar em torno de 5,9 milhões de toneladas. Apesar da oferta menor, os mercados compradores estão abastecidos e o preço deve seguir limitado, tentando atingir os US$ 12 cents/lb.

No entanto, ele disse que apesar do aumento, o valor atual do açúcar ainda não é competitivo o suficiente diante do etanol. No mercado interno os preços devem seguir o mesmo padrão internacional, com usinas dando preferência para o mix etanoleiro, que deve atingir um novo recorde de produção em 65,3%. A moagem da safra 19/20 deve ser de 583,3 milhões de toneladas, com a produção de açúcar sendo reduzida em 1,5%, o que representa 26,1 milhões de toneladas.

Leia também: Produção de açúcar cai apesar de moagem histórica no CS; preço dispara na ICE

Por: Aleksander Horta e Ericson Cunha
Fonte: Notícias Agrícolas

0 comentário