Geadas de agosto devem tirar até 25% da produção de trigo do RS, mas volume ainda será maior do que a safra passada

Publicado em 18/09/2020 14:31 e atualizado em 19/09/2020 04:56 1274 exibições
Paulo Pires - Presidente da Fecoagro RS
Lavouras mais afetadas foram as 30% plantadas no mês de maio, nas quais as perdas já chegam em até 40%. Demais localidades registram desenvolvimento satisfatório e expectativa ainda é de boa safra na produção e na rentabilidade, com os preços bons pagos aos produtores

Podcast

Entrevista com Paulo Pires - Presidente da Fecoagro RS sobre a Qualidade do Trigo no RS

Download

LOGO nalogo

O Rio Grande do Sul registrou ampliação na área cultivada com trigo nessa safra de inverno 2020, semeando 930 mil hectares com ampliação de 21% com relação ao ano anterior com os produtores animados pelos preços elevados do cereal. Depois disso, geadas foram registradas nos dias 21 e 22 de agosto e impactaram a produção do estado.

Segundo o presidente da Fecoagro/RS, Paulo Pires, explica que os 30% das lavouras que foram plantadas mais cedo, no mês de maio, foram as que sofreram mais com as geadas e devem perder até 40% de sua produção.

Como a maior parte das lavouras foram semeadas entre junho e julho, a perda da produção total no Rio Grande do Sul deve ficar entre 20 e 25% das 3 milhões de toneladas estimadas inicialmente.

Mesmo assim, a safra 2020 ainda tem potencial para ser boa, com produção superior à safra passada e alta rentabilidade aos produtores que ainda encontram bons preços para negociar suas produções que começarão a serem colhidas em 15 de outubro, se estendendo até a segunda quinzena de novembro.

Confira a entrevista completa com o presidente da Fecoagro/RS no vídeo.

Por:
Guilherme Dorigatti
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

Ao continuar com o cadastro, você concorda com nosso Termo de Privacidade e Consentimento e a Política de Privacidade.

0 comentário