HOME VÍDEOS NOTÍCIAS DADOS DA SAFRA METEOROLOGIA FOTOS

Cultivo de trigo cresce no Nordeste com produtividades maiores do que a média nacional

Publicado em 29/09/2020 14:55 e atualizado em 30/09/2020 09:02 1336 exibições
Julio Cesar Albrecht - Pesquisador da Embrapa Cerrados
Embrapa Cerrados destaca que a autossuficiência do Brasil no trigo passa pelo cultivo no cerrado. Cultura já é recorrente no oeste da Bahia, tem expandido para Alagoas e Ceará e deve chegar ao Maranhão na próxima safra

Podcast

Cultivo de trigo cresce no Nordeste com produtividades maiores do que a média nacional

Download

LOGO nalogo

O oeste da Bahia cultiva atualmente 3 mil hectares com trigo, uma cultura que vem ganhando importância e espaço no Nordeste brasileiro. A Embrapa desenvolve estudos na região há vários anos testando cultivares e desenvolvendo o cultivo em outras localidades como Alagoas e Ceará.

Segundo o pesquisador da Embrapa Cerrado, Julio Cesar Albrecht, o trigo se adaptou muito bem ao clima da região e hoje obtém produtividades médias superiores a média nacional. A Bahia, por exemplo, colheu na última safra 5,66 toneladas por hectare enquanto o Brasil ficou em 2,9 toneladas.

Outro que favorece o trigo do cerrado, que também é cultivado no Distrito Federal, Goiás e Minas Gerais, é a alta qualidade para panificação e aceitabilidade por parte dos moinhos. Inclusive, a perspectiva de criação de novas instalações na região pode estimular ainda mais o crescimento da cultura, que pode chegar aos 20 mil hectares no oeste baiano.

O pesquisador destaca ainda o papel do trigo dentro do sistema de produção nas lavouras, já que a gramínea atua como barreira às doenças de solo das leguminosas e pode também estabilizar ou até mesmo diminuir a infestação de nematóides no solo.

Para Albrecht, o caminho da auto suficiência brasileira no trigo passa pelo cultivo da variedade no cerrado.

Confira a íntegra da entrevista com o pesquisador da Embrapa Cerrados no vídeo.

Por:
Guilherme Dorigatti
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário