BOI GORDO: Em ritmo lento, escalas atendem de três a quatro dias em SP

Publicado em 04/01/2012 15:24 e atualizado em 05/01/2012 15:15 1010 exibições
Hyberville Paulo D´Athayde Neto
médico veterinário
Scot Consultoria

Cenário típico de início de ano, com pouca oferta de animais.

O ritmo de negócios está lento. Em São Paulo as escalas atendem de três a quatro dias, na
maioria dos casos.

Em Minas Gerais, a oferta é uma das mais curtas, dentre as regiões pesquisadas.

No Triângulo Mineiro os preços subiram.

Ainda assim, há casos onde a pressão dos compradores surtiu efeito em algumas regiões.

No Rio Grande do Sul a situação ruim das pastagens deixa a oferta de animais curta, o que
gerou elevação nos preços.

No mercado atacadista os preços estão estáveis, com os participantes esperando uma definição
mais clara do mercado, para então se posicionarem.

A oferta não é abundante, mas as vendas em ritmo lento acabam deixando o mercado de lado.

Fica a expectativa de como o mercado se comportará após esta lacuna de oferta nas primeiras
semanas do ano e com uma definição do patamar da demanda.

Fonte:
Scot Consultoria

0 comentário