BOI GORDO: Oferta de animais encurta e pressão negativa perde força

Publicado em 31/01/2012 15:52 957 exibições
Alex Santos Lopes da Silva
zootecnista
Scot Consultoria

A pressão sobre o mercado do boi gordo está menor. A oferta encurtou.

A especulação continua em todo o país, mas as tentativas de compra abaixo da referência diminuíram.

Em São Paulo, as escalas atendem três dias, em média, embora algumas indústrias possuam animais comprados para somente um dia de abate.

Está cada vez mais difícil comprar animais abaixo de R$97,00/@ e R$98,00/@, à vista, livre de funrural, embora ainda haja tentativas por parte dos frigoríficos que garantem parte de suas escalas com animais de estados vizinhos.

Existem compras pontuais a R$100,00/@, à vista.

A condição dos pastos tem permitido aos pecuaristas segurarem os animais à espera de melhores preços.

Em Goiânia – GO, apesar da pressão dos compradores paulistas que atuam no estado, o preço da arroba caiu, o que mostra que, pelo menos nesta praça, a oferta permite recuo de preços, ajudada pela demanda por carne bovina, que ainda não se recuperou, como era esperado para esta semana.

Aliás, a definição quanto ao mercado de carne deve ser o fator que determinará o rumo dos preços do boi gordo. No atacado os preços de todas as peças estão estáveis, mas segue a expectativa de melhora das vendas.

Fonte:
Scot Consultoria

0 comentário