Análise de mercado do boi gordo

Publicado em 11/05/2010 17:02 809 exibições

Alex Santos Lopes da Silva<?xml:namespace prefix = o ns = "urn:schemas-microsoft-com:office:office" />

zootecnista

Scot Consultoria

 

O mercado do boi gordo está pressionado.

 

<?xml:namespace prefix = st1 ns = "urn:schemas-microsoft-com:office:smarttags" />Em São Paulo, a queda no volume de chuvas tem ajudado os frigoríficos a pressionar o mercado para baixo, já que as pastagens têm perdido qualidade e, com isto, a necessidade em entregar os animais aumenta.

 

Desta forma, o preço de referencia no estado e está em R$79,50/@, a prazo, livre do funrural. Existem ainda negócios acontecendo até R$1,00 abaixo desse valor, no entanto, é grande a dificuldade de compra nos preços menores.

 

As escalas atendem, em média, de quatro a cinco dias.

 

No Sul do país, em Santa Catarina e no Rio Grande do Sul, na região de Pelotas, a entrada do período frio também tem prejudicado os pastos e, com isso, a disponibilidade de animais para o abate aumentou, fragilizando os preços.

 

No Mato Grosso do Sul, em Dourados e Campo Grande, o crescimento na oferta de animais permitiu aos frigoríficos reduzirem os preços e o a referencia para as duas praças é de R$75,00/@, a prazo, livre do imposto.

 

No mercado atacadista de São Paulo, os preços permanecem estáveis.

 

Clique aqui e veja as cotações do boi.

Fonte:
Scot Consultoria

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário