Boi Gordo: Melhora de oferta nas praças com animais de confinamento

Publicado em 21/09/2010 17:06
656 exibições

Alex Santos Lopes da Silva
zootecnista
Scot Consultoria

Pequena melhora de oferta nas praças onde existem animais de confinamento.

Em São Paulo, embora os frigoríficos tenham conseguido comprar um pouco melhor nos últimos dias, os preços seguem inalterados e a referência continua sendo R$91,00/@ à vista e R$92,00/@ a prazo, ambos livres do funrural.

Além disso, existe relato de empresas pagando até R$2,00/@ a mais nos negócios a prazo, o que mostra que mesmo com os animais de cocho, a oferta não é abundante.

Outro fator que tem ajudado as compras das empresas paulistas são os animais negociados no Mato Grosso do Sul. Devido a essa forte pressão de compra já existem boiadas compradas por R$90,00/@ à vista, livre de imposto.

De forma geral, a dificuldade nas compras continua. No norte do Mato Grosso, com os frigoríficos buscando alongar as escalas de abate, houve alta de R$1,00/@.

Em Redenção PA, onde boi subiu 6,5% em setembro (maior alta no mês no país), houve reajuste de R$1,00/@ na abertura do mercado dessa quarta-feira. No Pará, aliás, todas as regiões apresentaram alta. A falta de animais somada a demanda para exportação de bovinos vivos, tem puxado os preços para cima.

No mercado atacadista de carne bovina houve queda de preços para o traseiro 1x1 e traseiro casado, além do dianteiro avulso, ponta de agulha (consumo) e boi e vaca casados. Com a melhora nas compras de bovinos, houve ligeiro aumento na disponibilidade de carne.

Clique aqui e confira as cotações do boi.

Fonte: Scot Consultoria

Nenhum comentário