Publicidade

Mercado de café: "Apocalipse now!", e agora??? Poderá piorar ainda mais?!

Publicado em 25/07/2021 10:15 e atualizado em 26/07/2021 08:15 1126 exibições
Marcelo Fraga Moreira*, da Archer Consulting

Mais uma semana para entrar para a história, não só no mercado do café, mas para o mundo agro em geral! Quando achamos que já sabemos tudo sempre vem um “mercado” para nos ensinar e nos deixar bem mais humildes!

Apesar das previsões para o risco das geadas para a terça-feira e a quarta-feira, a semana começou com todos os mercados caindo em função da aversão ao risco global. O que parecia ser uma nova semana “sem graça” acabou virando uma das mais importantes para o mercado do café – no Brasil e no mundo!

O Set-21 encerrou a segunda-feira com -460 pontos @ 156,40 centavos de dólar por libra-peso. O início do pesadelo começou ainda antes da meia-noite e o “bicho-papão” pegou todo mundo durante a madrugada!

A geada veio na madrugada da terça-feira e infelizmente atingiu as principais zonas produtoras de café do tipo arábica no Brasil! Entre a terça-feira e a sexta-feira o Set-21 trabalhou com uma amplitude de +5.310 pontos! Após atingir a máxima do ano na sexta-feira @ 209,50 centavos de dólar por libra-peso o mercado caiu -2.150 pontos (entre a máxima do dia e o fechamento) e caiu -465 pontos com o Set-21 fechando “apenas” @ 191,75 centavos de dólar por libra-peso! O Dez-21 chegou a negociar @ 211,05 centavos de dólar por libra-peso e o Set-22 @ 211,05 centavos de dólar por libra-peso! Todos os níveis foram os mais altos do ano!

Conforme as notícias, as fotografias, e os relatórios de vários produtores chegavam no mercado a sensação do prejuízo não parava (e não param) de aumentar entre os participantes do setor cafeeiro. Muitos produtores perderam 100% das suas lavouras. Outros perderam -80-70-50-40-30%. Os levantamentos continuam sendo feitos e os prejuízos ainda estão sendo calculados.

Muitos “stops” foram acionados e novos acumuladores deram entrada (outros ainda estão na iminência de “aparecer” se o Set-21 ultrapassar os 210/220/240 centavos de dólar por libra-peso- colocando ainda mais gasolina na fogueira). Novamente o mercado reportou problemas com as chamadas de margens não cumpridas e posições foram liquidadas.

Nesse cenário a bolsa de Nova Iorque foi obrigada novamente a aumentar o valor da “margem inicial” de 4.000 US$ por contrato para 7.500 US$ por contrato. Fazendo uma conta básica, “de padaria”, com a posição em aberto em 364.754 lotes apenas a diferença na chamada de margem inicial exigiu + 2.553.278.000 US$ (+1,27 Bilhões de US$ para o participante com posição comprada e +1,27 Bilhões de US$ para o participante com a posição vendida). Essa posição em aberto representa 103.407.759 sacas de café. Considerando a alta de +3.500 pontos (aproximadamente 46 US$/saca), a chamada de margem adicional para os “vendidos” representou mais um desembolso de aproximadamente 4.756.756.914 US$ (4,8 Bilhões de US$)! Em uma semana o mercado precisou encontrar aproximadamente 7.310.034.914 US$ (7.3 BILHÕES DE US$)!! É muito dinheiro para ficar retido como “garantia”! Se o mercado seguir subindo, por exemplo mais 6.000 pontos ou mais 11.000 pontos (para os 250 centavos de dólar por libra-peso – serão mais 79,70 US$/saca e para 300 centavos de dólar por libra-peso – serão mais 146,00 US$/saca) as chamadas de margem poderão “pedir” mais cobertura -  entre 8,24 a 15,10 bilhões de US$!

Com base na última posição do CFTC* os “fundos+especuladores” estão comprados em +37.903 lotes (até a terça-feira da semana passada haviam comprado +11.630 lotes). Como a repercussão da geada e dos estragos continuaram entre a quarta-feira e a sexta-feira acreditamos que esse número deverá ser bem maior e será refletido na próxima posição da próxima terça-feira (dia 27 de julho – 1 dias antes da previsão da próxima massa polar atingir novamente as zonas produtoras).

“Apenas” com os dados acima e apesar do mercado ter encerrado a sexta-feira em baixa, acreditamos que o cenário continuará muito altista no curto-médio-longo prazo!

O estrago foi feito. E o estrago agora é um estrago estrutural no parque cafeeiro brasileiro. Para a próxima semana, entre quarta-sexta-feira existe uma nova massa polar em formação. Pelos modelos apresentados as informações indicam uma massa polar ainda mais intensa, mais fria, com previsões de neve e temperaturas podendo chegar a -15/-20 graus celsius em algumas regiões da região sul e, -5/-8 graus celsius nos Estados da região sudeste (principalmente nos principais Estados produtores de café: São Paulo e Minas Gerais). O meteorologista Ronaldo Coutinho da Clima Terra estima um frio tão intenso como o de 1955!

E agora? Se essa nova massa polar realmente aterrizar e atingir a região sul e sudeste o parque cafeeiro brasileiro será dizimado! Provavelmente muitos ainda serão obrigados a “recomprar posição” e comprar “proteção” ao preço que for nos próximos 3 pregões!

Com essa alta explosiva de “apenas” 3.500 pontos a volatilidade das opções de 180/190/200/220 explodiram! Como exemplo, a opção de compra “Call” no Set-21, strike 180 (um strike/vencimento que muitos não imaginavam possível ocorrer e que há alguns dias era negociada a 0,50-0,70 centavos de dólar por libra-peso) na sexta-feira chegou a valer 28 centavos de dólar por libra-peso! Um aumento incrível de +3.900%! Em R$/saca essa opção saiu de 1,00 R$/saca para 37,00 R$/saca)!

A opção de compra “Call” no Set-21, strike 160,00 centavos de dólar por libra-peso (a opção que recomendamos a compra na semana anterior) saiu de 3,30 centavos de dólar por libra-peso e chegou a negociar há mais de 50 centavos de dólar por libra-peso (22 R$/saca para 66 R$/saca + 1.400%)!

Onde queremos chegar... No aprendizado! Toda a cadeia do setor agropecuário  encontra-se sujeito aos “desastres naturais”! Pode ser geada, pode ser seca, pode ser enchente, pode ser praga, pode ser vendaval...

E o que os produtores/agentes de cada setor da cadeia agropecuária fazem para se “proteger”? A grande parte não faz nada! Acreditam que “isso nunca vai acontecer comigo”; “isso nunca vai atingir minha fazenda, minha produção”.

Nesse momento “quem tem seguro tem tudo”! Para aqueles que não fizeram o “contra-hedge”, a compra do seguro para “economizar” 5-10-20 R$/saca infelizmente perderam muito dinheiro.

As politicas das cooperativas, tradings, bancos, corretoras (e até mesmo do governo federal) precisam ser revistas com urgência. A seca, a geada, os “atos de Deus” podem afetar qualquer cultura! Em 2016 a seca afetou a soja e milho! Outros anos o setor sucroalcooleiro. Agora a seca já estava afetando a safra de milho e café! E o efeito dominó afeta toda a cadeia produtiva e o consumidor final!

Precisamos ter uma política, um estatuto federal, uma lei para as cooperativas, para as tradings, para os bancos, para as corretoras, para os pequenos comerciantes onde a compra de uma apólice de seguros seja mandatória! Um seguro que garanta a safra e os recebíveis do produtor durante o período necessário para o produtor conseguir se reerguer. No caso do café, entre 2-3 anos! Pois é o ciclo mínimo necessário para o novo plantio começar a produzir!

Os custos desses seguros podem ser embutidos nos custos de produção! Serão repassados para a cadeia como um todo! O custo de um seguro para um evento que ocorre há cada 10/15/20 anos não é caro. E como vimos agora, quando o “evento com baixa probabilidade de ocorrer realmente ocorrer” o custo deste seguro “terá saído no xixi”!

Hoje existem alguns seguros no mercado porém são leoninos e não protegem a safra do produtor. Não protegem a sua receita. Apenas os danos causados na lavoura. E para o produtor conseguir acionar a seguradora e receber o seguro é um parto!

Da mesma forma que existem os “oportunistas de plantão” (que utilizam da má fé para tirar proveito da situação) o grande percentual dos produtores brasileiros são brasileiros trabalhadores, honestos que precisam de ferramentas e seguros para casos como a geada que estão enfrentando nesse momento.    

Publicidade

Essa situação atual não pode ser classificada como “cisne negro” pois as previsões meteorológicas estavam apontando o risco da geada. O período do inverno (junho-agosto) e os riscos das geadas sempre existiram nesse período. Vários analistas e meteorologistas vinham recomendando a compra de seguros/proteção há mais de 2-3 meses! Mesmo quando o mercado ainda estava nos 130/140 centavos de dólar por libra-peso!

É hora de agir! O Brasil continuará sendo o celeiro do mundo e precisa criar condições seguras para o pequeno/médio/grande produtor não desistir!

Para a próxima semana seguimos recomendando muita cautela, cuidado. Quem ainda estiver em posição “vendida”, como diria meu professor Arnaldo Corrêa “o menor prejuízo é o primeiro prejuízo”! Então, assumam o prejuízo, liquidem as posições, e deixem o mercado para os tubarões! As próximas semanas poderão ser ainda mais explosivas. O vencimento das opções do contrato Set-21 é no proximo dia 13 de agosto! Serão mais 3 semanas muito tensas! Ainda mais se a próxima massa polar realmente ocorrer! Poderemos ver esse mercado a 300-500-700 centavos de dólar por libra-peso!!

Safra 22/23 - 23/24 - 24/25? Por enquanto vamos cuidar do presente! Aguardar a semana passar e os levantamentos que estão sendo feitos pela Conab, pelas cooperativas, pelos bancos, pelas corretoras e tradings. Qualquer número agora será um “chute” e o papel aceita tudo!

Será uma semana turbulenta! Apertem os cintos!

OBS: Nossos cursos mudaram de data! Devido às alterações no nosso site que implicam no armazenamento das videoaulas, além de melhorias na qualidade de imagem e som e recursos didáticos, fomos obrigados a mudar as datas dos nossos cursos: o Curso Essencial será dado de 18 a 22 de outubro e o Avançado de Opções dias 8 a 12 de novembro. Sempre às 16 horas com duas horas e meia de duração.

Depois só em 2022!!

Detalhes no nosso site archerconsulting.com.br

Ótima semana a todos!

Marcelo Fraga Moreira*

** “Call” = opção de Compra

** “Put” = opção de Venda

** “Compra Call-Spread” = compra e venda simultânea de 2 Opções de Compra comprando a Opção com preço de exercício  mais baixo vendendo a Opção com preço de exercício mais alto);

** “Venda Call-Spread” = venda e compra simultânea 2 Opções de Compra vendendo a Opção com preço de exercício  mais baixa e comprando a Opção com preço de exercício mais alto);

** “Compra Put-Spread” = compra e venda simultânea 2 Opções de Venda comprando a Opção com preço de exercício  mais alto e vendendo a Opção com preço de exercício mais baixo);

** “Venda Put-Spread” = venda e compra simultânea 2 Opções de Venda vendendo a Opção com preço de exercício  mais alto e comprando a Opção com preço de exercício mais baixo);

** “CFTC” = Commodity Futures Trading Commission – agência independente do governo dos Estados Unidos que regula os mercados de futuros e opções das commodities;

** “IBGE” = Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística

 ** “Cecafé” = Conselho dos Exportadores de Café do Brasil

** “USDA” = Departamento da Agricultura dos Estados Unidos

** “ABIC - Associação Brasileira da Indústria de Café

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

Ao continuar com o cadastro, você concorda com nosso Termo de Privacidade e Consentimento e a Política de Privacidade.

0 comentário