Café: Em NY o contrato julho/16 caiu 540 pontos na semana e no mercado brasileiro os negócios ficaram travados

Publicado em 20/05/2016 17:54
86 exibições
A preocupação do mercado com a possibilidade de elevação dos juros americanos já em junho próximo fez a moeda americana oscilar bastante esta semana. Frente ao real esse movimento foi ainda mais acentuado devido à séria crise política e econômica brasileira. Como de costume, essas oscilações refletiram nos preços do café em Nova Iorque. Depois de muito sobe e desce, os contratos de café com vencimento em julho próximo na ICE Futures US acumularam queda de 540 pontos na semana, praticamente devolvendo a alta de 560 pontos da semana anterior. 

No Brasil, com a queda das cotações em Nova Iorque os exportadores diminuíram ainda mais o valor de suas ofertas e o mercado físico parou. Estamos no auge da entressafra e é pequeno o volume de lotes da safra corrente ainda disponíveis em mãos de cafeicultores. Os preços oferecidos nas últimas semanas pelos compradores já eram considerados baixos pelos produtores que vendiam lentamente seus últimos lotes. A baixa desta semana paralisou os negócios. 

A colheita da nova safra brasileira de café que começava a adquirir velocidade perdeu ritmo esta semana com a chegada de chuvas em diversas regiões produtoras do Paraná, São Paulo e sul de Minas. Segundo a Somar Meteorologia, as chuvas nas principais áreas produtoras de café devem continuar nos próximos dias. Com a formação de um sistema de baixa pressão, as precipitações devem ficar mais intensas e generalizadas, principalmente sobre o Paraná e São Paulo. 

O grande atraso na divulgação dos estoques privados de café pela CONAB – Companhia Nacional de Abastecimento está prejudicando os cafeicultores brasileiros. É necessário que as lideranças da cafeicultura trabalhem para que esses números sejam divulgados o mais rápido possível. 

A "Green Coffee Association" divulgou que os estoques americanos de café verde totalizaram 6.023.001 em 30 de abril de 2016. Uma baixa de 5.978 sacas em relação as 6.028.979 sacas existentes em 31 de março de 2016. 

Até dia 19, os embarques de maio estavam em 1.165.825 sacas de café arábica, 32.306 sacas de café conillon, mais 98.880 sacas de café solúvel, totalizando 1.297.011 sacas embarcadas, contra 1.295.127 sacas no mesmo dia abril. Até o mesmo dia 19, os pedidos de emissão de certificados de origem para embarque em abril totalizavam 1.495.080 sacas, contra 1.742.761 sacas no mesmo dia do mês anterior. 

A bolsa de Nova Iorque – ICE, do fechamento do dia 13, sexta-feira, até o fechamento de hoje, sexta-feira, dia 20, caiu nos contratos para entrega em julho próximo 540 pontos ou US$ 7,14 (R$ 25,23) por saca. Em reais, as cotações para entrega em julho próximo na ICE fecharam no dia 13 a R$ 604,40 por saca, e hoje dia 20, a R$ 582,94 por saca. Hoje, sexta-feira, nos contratos para entrega julho a bolsa de Nova Iorque fechou com alta de 75 pontos. 
Fonte: Escritório Carvalhes

Nenhum comentário