Feijão: As referências do nota 8,5 R$ 150, nota 8 R$ 140 e nota 7 R$ 110,00

Publicado em 27/02/2014 16:00 883 exibições

Feijão carioca: Os empacotadores seguem relatando a grande dificuldade de repasse de valores reajustados para o varejo. O varejo resiste a reduzir suas margens em algumas regiões. É o jogo normal, mudar preço é sempre difícil. O mercado ontem continuou com poucos negócios em decorrência da pouca oferta de mercadoria. A velha história “produtor suporta 10 altas sem vender, mas não aguenta 1 baixa”. O mercado está firme, porém experientes operadores esperam pacientemente o recuo normal para então reforçar sua posição de compra. Na madrugada houve oferta de 17.000 sacas com sobras de 15.000 sacas às 07h30min. As referências foram R$ 150,00 para nota 8,5 ; R$ 140,00 para 8 e R$ 110,00 para 7.

Feijão preto: Boa parte dos empacotadores de maior porte está com a venda suspensa. A dificuldade sempre é repassar à alta, contudo desta vez é de repor o que for vendido. É de conhecimento que há volume de oferta baixo no mercado interno e as opções da China não é uma alternativa sábia devido ao elevado preço do produto lá. Ontem somente como referência os valores seguiam R$ 170 interior do Rio Grande do Sul e para capitais como Belo Horizonte, Rio de Janeiro e São Paulo a referência é R$ 185 sem vendedor.

Tags:
Fonte:
Correpar

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

Ao continuar com o cadastro, você concorda com nosso Termo de Privacidade e Consentimento e a Política de Privacidade.

0 comentário