Feijão: As referências do nota 8,5 R$ 140, nota 8 R$ 125,00

Publicado em 28/03/2014 16:00 843 exibições

Feijão Carioca: Ontem correu a notícia de uma grande quebra na produção da segunda safra de Minas Gerais. Existem no momento fortes sinais de que a produtividade foi fortemente atingida pela estiagem, também houve áreas que não plantaram por excesso de pressão de mosca branca. Contudo a CONAB errou de novo a produtividade estimada para esse ano em todo o Brasil e na próxima segunda-feira informaremos o tamanho do “erro”. O mercado ontem mudou, após se manter com poucas vendas de produto comercial e queda dos preços, os produtores e cerealistas bem como os investidores que ainda têm feijão nota 7,5 abaixo. Rejeitaram ofertas nos níveis de R$ 80 para baixo. Será a semana que vem mais forte em vendas? Os empacotadores acreditam que sim. Se isso ocorrer com feijão nota 9 acima poderá ficar ainda maior a diferença entre esse e os feijões abaixo de 8. Em torno de Brasília ontem os compradores apresentaram dificuldades em comprar por menos de R$ 150. Nessa sexta feira na bolsinha ocorreu entrada de aproximadamente 8.000 sacos com sobras de 7.000 as 07h30min. As referências foram para o nota 8,5 R$ 140,00, nota 8 R$ 125,00 e nota 7 R$ 105,00. 

Feijão Preto: Novamente se elevou a busca por feijão preto novo. Devido a isso, ficou muito mais difícil encontrar por menos de R$ 175 no interior do Paraná. O feijão de boa aparência no Rio Grande do Sul chega a R$ 185. Probabilidade de bom volume de vendas na semana que vem. O feijão preto que tem uma pequena venda na capital paulista foi vendido por R$ 190.

Confira mais informações sobre o mercado no site da Correpar

Tags:
Fonte:
Correpar

0 comentário