Feijão: As referências do nota 9 R$ 165, nota 8,5 R$ 140 e nota 8 R$ 130,00

Publicado em 02/04/2014 16:00 555 exibições

Feijão Carioca: Com a pequena movimentação do início do mês, experientes operadores aconselham aproveitar o momento e desovar os estoques. Dois bons motivos: Primeiro a mudança do comportamento do consumidor, que não aceita mais consumir feijão inferior à nota 8. Segundo a segunda safra será concentrada, em algum momento nos próximos 45/60 dias. Contudo, antes disso, a colheita “pingará” aqui e acolá. Assim aguardar para vender todo o estoque pode ser uma opção com alto risco. Ontem as referências continuaram em R$ 85/90 para o nota 7/7,5 em MG, PR, SP, SC GO e RS. Já a referência para o 8 esta R$ 125/130 e 8,5/9 R$ 150/155 no PR, SC, RS, GO e MG. Nessa quarta feira na bolsinha houve entrada de aproximadamente 18.000 sacos com sobras de 15.000 as 07h30min. As referências foram: o nota 9 R$ 165,00, nota 8,5 R$140,00, nota 8 R$ 130,00 e nota 7 R$ 105,00.

Feijão Preto: Os maiores empacotadores estão estocados e assim reduziu bem a pressão de alta, registrada nos últimos 45 dias. Os cerealistas que detêm algum volume em estoque procuram ainda vender por R$ 190 em SP, MG e RJ, mas ontem não foram registrados negócios nesse patamar. Para o Rio Grande do Sul a indicação seguiu em R$ 190, porém com prazo mais longo e com o ICMS. Como as lavouras Argentinas e do Paraná estão em condições muito boas, no momento os empacotadores estão mais seguros quanto ao abastecimento no médio prazo.

Confira mais informações sobre o mercado no site da Correpar

 

Tags:
Fonte:
Correpar

0 comentário