Análise de mercado do feijão

Publicado em 04/03/2010 14:20 e atualizado em 05/03/2010 13:58 1115 exibições

FEIJÃO CARIOCA – É sempre bom relembrar que o feijão carioca ficou por longo tempo com preços extremamente depreciados. O produtor amargou preços pouco atrativos e até mesmo realizou prejuízos. Sendo assim o movimento de valorização até o momento apenas está recompondo o real valor do feijão diante do custo de produção. Está cultura, de extremo risco e de cara produção, começa a se tornar interessante à partir de R$ 80.

Assim a reação dos preços deverá motivar um plantio maior a partir de agora onde for possível. A cultura estará concorrendo em regiões irrigadas de Cristalina e Lusiania (GO) e Patos Minas e Paracatu (MG), com a batata que deve avançar naquela região este ano. Ainda assim com as reações dos preços e a possibilidade de novas valorizações ao longo de Março e Abril a tendência de aumento de área no cerrado poderá ocorrer.  Isto é bom,  pois o Nordeste esteve enfrentando seca  e deverá ser totalmente dependente de importar feijão do Sudeste e Centro-oeste. A busca por atender a demanda do momento levou ontem os empacotadores a pagarem em SC até R$ 90 com facilidade enquanto em GO e MG os preços se mantêm em R$ 95 com raras ofertas de mercadoria 9 ou melhor.

O Grande estoque de feijão comercial deverá a\tender a demanda de cestas básicas, cozinhas industriais, bem como centros menos exigentes em cor de feijão.

FEIJÃO PRETO - Ainda não foi repassada a alta dos últimos dias para o preço do fardo. O pior mercado em rentabilidade continua sendo o RJ, onde alguns fornecedores já quebraram como adiantamos aqui que ocorreria e ainda há outros que estão em rota suicida vendendo feijões por valores inexplicáveis. Uma vez que a fonte é uma só e, portanto, os custos de compra muito parecidos.  Nas fontes, ontem, o mercado pouco se importou com as cotações de SP e foram negociados lotes pequenos por até R$75 FOB no campo. No PR R$ 85 com poucos vendedores dispostos.

FIQUE DE OLHO: O leilão de feijão marcado para esta quinta foi adiado. Está confirmada a venda de novos lotes a partir das 9h da próxima terça.

Mercado atacadista do Bras

Clique aqui para ampliar!

Preço ao produtor nas fontes

Tags:
Fonte:
Correpar

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário