Depois de dados do USDA, soja encerra a terça-feira com alta de mais de 50 pontos

Publicado em 10/11/2010 07:22 e atualizado em 10/11/2010 09:41
1086 exibições
Relatório altista do USDA desencadeia alta espetacular das cotações futuras de soja, em Chicago.
Clique aqui para ampliar!

Comentário:

As cotações futuras de soja relativas aos três primeiros vencimentos fecharam com ganhos espetaculares, nesta terça-feira, nove de novembro de 2010, na Bolsa Mercantil de Chicago (CME), conforme a tabela acima. Os fundos de especulação efetuaram compras maciças de soja futura no pregão da oleaginosa em Chicago, após o Departamento de Agricultura dos EUA (USDA) ter contrariado as expectativas dos participantes do mercado e reduzido a sua previsão relativa à produtividade média nacional norte-americana relativa ao ano-safra 2010/2011. O vencimento futuro Janeiro/2011 atingiu o seu mais alto nível desde meados de setembro de 2008.

Em seu relatório (WASDE) divulgado nesta data, o USDA reduziu a produtividade média nacional norte-americana relativa ao ano-safra 2010/2011 para 49,20 sacos de 60 kg líquidos por hectare (43,9 bushels por acre), por comparação à produtividade de 49,77 sacos de 60 kg líquidos por hectare (44,4 bushels por acre) citada no seu relatório (WASDE) de outubro passado.

Em decorrência, a estimativa do USDA para a magnitude da safra norte-americana de soja na safra 2010/2011 foi também necessariamente reduzida para 91.852.481 toneladas, ou seja, situando-se algo entre 1,5 e 1,6 milhão de toneladas abaixo das expectativas prévias dos participantes do mercado em Chicago.

O USDA também revisou para cima em cerca de 1,4 milhão de toneladas a sua previsão referente ao total das exportações norte-americanas de soja em grão norte-americana durante o ano-safra 2010/2011.

Essas modificações das estimativas e de projeções do USDA resultaram na dramática redução pelo citado Departamento de Agricultura dos EUA da magnitude do estoque final (ou estoque de passagem) da safra norte-americana 2010/2011 para a tonelagem irrisória de apenas 5,0 milhões de toneladas, aproximadamente. Esse mesmo estoque estadunidense de passagem havia sido previsto em 7,2 milhões de toneladas, no relatório de outubro; e em 9,5, no relatório de setembro do USDA.

O SojaNet não descarta a possibilidade de as cotações futuras de soja voltarem a subir no pregão futuro de quarta-feira, dez de novembro corrente, em Chicago. O USDA também informou nesta data que foi efetuada a venda de 112.000 toneladas de soja dos EUA para o México.
Tags:
Fonte: SojaNet

Nenhum comentário